Antes avançada, a negociação entre Grêmio e Athletico pelo volante Wellington recuou. Apesar do acerto bem encaminhado entre as partes, Thaciano não chegou a um acordo com o Furacão, como adiantou o Blog da Nadja. Outros nomes pedidos pelos paranaenses foram rechaçados pelo Tricolor.

O negócio estava todo alinhavado há algumas semanas, mas emperrou na ida de Thaciano a Curitiba. O meio-campista não aceitou os termos da negociação.

O Athletico chegou a citar dois nomes nas conversas: o lateral-esquerdo Guilherme Guedes, um pedido do diretor Paulo André, e o atacante Guilherme Azevedo.

Wellington poderia trocar Athletico pelo Grêmio, mas negócio esfriou — Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Wellington poderia trocar Athletico pelo Grêmio, mas negócio esfriou — Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Mas o Grêmio não quis liberar os dois jovens formados nas categorias de base — Guedes, inclusive, teve bom rendimento nas chances recebidas em 2020. Assim, houve um recuo no negócio, que ainda pode acontecer, mas já esteve muito mais próximo.

Wellington tem seis partidas disputadas no Brasileirão e contrato terminando em dezembro. A intenção de clube e jogador é definir antes do jogo desta quarta-feira, embora exista a possibilidade do meio-campista não entrar em campo contra o Botafogo. O Corinthians, conforme publicou o Blog da Nadja, tem interesse no volante.

A intenção gremista na busca por Wellington era dar uma nova característica ao meio-campo, com um jogador com características mais defensivas. Ao mesmo tempo, o clube também procura um centroavante no mercado. O lateral-esquerdo deve ser Diogo Barbosa, do Palmeiras.



Veja também