Com a derrota para o São Paulo, e a vitória do Cuiabá sobre o Athletico-PR, o Grêmio viu aumentar para sete pontos a diferença para o primeiro adversário fora da zona de rebaixamento. Na próxima quarta-feira (18), o time de Felipão vai ao Mato Grosso para um confronto direto com os cuiabanos, em jogo atrasado da quinta rodada.

Após 16 rodadas, o Grêmio é uma das equipes que menos entrou em campo neste Brasileirão, com 14 partidas realizadas. O confronto com o Flamengo, originalmente marcado para junho, também foi adiado.

Na luta para evitar o terceiro rebaixamento em 30 anos, o Tricolor tem retrospecto preocupante quando comparado com os anos de 1991 e 2004, quando não conseguiu escapar da queda para Série B.

Em 1991, o Campeonato Brasileiro ainda não havia adotado o sistema de pontos corridos. Com isso, a primeira fase, que definia os dois rebaixados e os oito classificados às quartas de final, tinha apenas 19 partidas. Enfrentava-se os 19 adversários apenas uma vez, sem turno e returno. Ao final, o Grêmio somou 12 pontos e caiu na penúltima colocação, a mesma que ocupa hoje.

Nos 14 primeiros jogos, o desempenho foi idêntico ao deste ano, com duas vitórias, quatro empates, oito derrotas e 10 pontos somados. O saldo também é semelhante, com nove gols marcados nos dois anos. A diferença é que em 1991 o time foi vazado 18 vezes, uma a mais do que em 2021.

1991

  1. Grêmio 3×2 Goiás
  2. Athletico-PR 4×2 Grêmio
  3. Grêmio 0x0 Inter
  4. Atlético-MG 1×0 Grêmio
  5. Fluminense 2×0 Grêmio
  6. Grêmio 1×1 Portuguesa
  7. Vitória 1×0 Grêmio
  8. Grêmio 0x0 Flamengo
  9. São Paulo 2×0 Grêmio
  10. Grêmio 0x1 Palmeiras
  11. Grêmio 0x0 Bahia
  12. Náutico 3×1 Grêmio
  13. Grêmio 2×0 Sport
  14. Santos 1×0 Grêmio

Desempenho

  • Vitória: 2
  • Empates: 4
  • Derrotas: 8
  • Gols marcados: 9
  • Gols sofridos: 18
  • Pontos: 10

Curiosamente, as primeiras 14 rodadas de 2004, ano em que o clube fez sua pior campanha na Série A, foram melhores do que as desta temporada. Naquela oportunidade, o time gaúcho somou 15 pontos, com uma vitória a mais do que tem atualmente. Também empatou duas vezes a mais, e perdeu três a menos. Ainda marcou mais gols, 19, e sofreu 22.

Em 2004, o Brasileirão já contava com a fórmula de pontos corridos, mas havia 24 equipes. Ao final da 46ª rodada, o Grêmio caiu como lanterna, com apenas 39 pontos. Primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Botafogo somou 51. 

2004 

  1. Grêmio 0x0 Flamengo 
  2. Juventude 1×1 Grêmio
  3. Grêmio 4×0 Corinthians
  4. Goiás 4×0 Grêmio
  5. Vasco 1×1 Grêmio
  6. Grêmio 2×2 Botafogo
  7. Paysandu 1×3 Grêmio
  8. Grêmio 1×2 São Caetano
  9. São Paulo 3×2 Grêmio
  10. Grêmio 1×1 Coritiba
  11.  Criciúma 1×2 Grêmio
  12. Fluminense 2×0 Grêmio
  13. Grêmio 2×2 Figueirense
  14. Inter 2×0 Grêmio

Desempenho

  • Vitórias: 3
  • Empates: 6
  • Derrotas: 5
  • Gols marcados: 19
  • Gols sofridos: 22
  • Pontos: 15


Veja também