Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A chance ainda existe, e o Grêmio se apega à matemática contra o rebaixamento. Ao mesmo tempo, porém, já começa a pensar na temporada de 2022, embora de maneira tímida. O afastamento de sete atletas anunciado na tarde de segunda-feira indica caminhos para o próximo ano, independentemente da divisão.

Dos jogadores que saíram de férias antecipadamente, dois têm vínculo de empréstimo por encerrar ao fim de 2021, casos de Léo Pereira e Luiz Fernando. Por ora, nenhum deve ficar.

Os outros cinco da lista não estão exatamente na mesma situação. Guilherme Guedes e Leonardo Gomes foram afastados por conta de problemas físicos. Mas não estão necessariamente excluídos dos planos para o próximo ano.

Já Paulo Miranda, Everton e Jean Pyerre têm contrato em vigor, salários altos e não fazem parte do planejamento da próxima temporada. O Grêmio vai tentar recolocá-los em outros clubes no mercado.

Jean Pyerre, inclusive, já tem empréstimo encaminhado ao Alavés, da Espanha, que tentou levar o jogador na metade da temporada e fez nova tentativa agora para levá-lo em janeiro.

Everton chegou a ser colocado para treinar separado do elenco com Felipão, mas reapareceu em partidas esporádicas. Segundo o vice de futebol Denis Abrahão, o meia-atacante pediu férias antecipadas, o que foi negado por seu estafe.

O Léo Pereira não é jogador do Grêmio, nós vamos ver se vamos optar pela compra do passe. A princípio, não. O Everton não está nos planos para o próximo ano. O Paulo Miranda também. O Jean Pyerre também. A não ser que mudem. Oportunidades não faltaram – justificou Abrahão em entrevista coletiva.

Outros nomes também sairão

Esse movimento é visto nos bastidores do Tricolor como início de uma reformulação que vai ocorrer para o próximo ano, independentemente da queda para a Série B ou não. Com o rebaixamento, a situação será acentuada porque a perda de receitas é muito maior.

O número de saídas pode aumentar ainda mais. Cortez, Rafinha e Diego Souza têm vínculo até o fim de 2021 e ainda não há negociações para renovação. O lateral-esquerdo, por sinal, já tem sondagens de outros clubes da elite.

Denis Abrahão cobrou empenho dos jogadores  e não tem permanência garantida como vice de futebol — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Denis Abrahão cobrou empenho dos jogadores e não tem permanência garantida como vice de futebol — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Victor Ferraz já havia antecipado o fim do contrato, assim como Maicon. O zagueiro está negociado com o Sassuolo, da Itália, e fica por empréstimo até o fim de dezembro.

O ge também já antecipou a possibilidade de mudanças no cargo de executivo, ocupado atualmente por Diego Cerri, contratado em junho. Denis Abrahão não tem permanência garantida como vice de futebol, e Milton Machado já foi sondado para assumir em 2022.

O Grêmio é o 18º colocado na Série A com 36 pontos, a quatro do Bahia, que perdeu para o Atlético-GO na segunda, e do Juventude, que joga nesta terça com o Bragantino. O próximo compromisso tricolor é na quinta, contra o São Paulo, na Arena.



Veja também