Demitido no início do ano, o ex-preparador de goleiros do Grêmio, Rogério Godoy, o Rogerião, iniciou uma ação na Justiça do Trabalho contra o clube. A principal alegação é de que o profissional precisava realizar duas cirurgias no joelho devido a lesões provocadas durante suas atividades no clube.

A advogada Mariju Maciel, que representa Rogerião, explica que entrou com um protesto antipreclusivo. Ainda não se trata de uma ação judicial, mas um pedido para o prazo não correr enquanto o processo não é iniciado por conta da pandemia do coronavírus. A ideia é cobrar valores supostamente devidos nos últimos cinco anos, como permite a Justiça a partir do protesto.

– Fizemos um protesto antipreclusivo. Dissemos a Justiça parar de correr o prazo. Se demorar a entrar, ele perde a cada tempo que passa o direito. Estamos esperando ter acesso a mais alguns documentos. Ainda não sei todos os pedidos – diz Maciel.

Rogerião trabalhou no Grêmio entre 2005 e 2020 — Foto: Persio Ciulla/TXT Sports

Rogerião trabalhou no Grêmio entre 2005 e 2020 — Foto: Persio Ciulla/TXT Sports

A representante do ex-profissional gremista diz que Rogerião tem a necessidade de realizar cirurgia nos dois joelhos. Algo que o acompanha desde seu período no Tricolor. Entretanto, em função das competições em disputa, ele acabou impossibilitado de realizar os procedimentos.

– Ele tem uma lesão em cada joelho. Esta lesão foi decorrente do trabalho feito. Os chutes danificaram os joelhos dele. Ele fez fisioterapia durante o tempo no Grêmio e tinha necessidade cirúrgica. O Grêmio dizia que não podia parar porque estava em meio aos campeonatos e ele foi mandado embora machucado – alega a advogada.

Procurado pelo GloboEsporte.com, o departamento jurídico do Grêmio disse que ainda não foi notificado sobre o assunto.

Rogerião deixou a Arena no início deste ano, em meio ao processo de reformulação promovido no departamento de futebol. Trabalhou na lapidação dos goleiros do time profissional desde 2012 e estava no clube gaúcho desde 2005. Ganhou projeção com o trabalho realizado com Marcelo Grohe, ídolo do clube nos últimos anos.



Veja também