Da beira do gramado da Arena, em uma manhã de domingo sem torcida, o técnico Renato Gaúcho assistiu ao mesmo filme pela terceira vez na temporada: o Grêmio saiu atrás no placar dentro de casa. Os problemas vistos nos minutos iniciais do duelo com o São Luiz evidenciaram que o treinador está refém das condições físicas dos meias Thiago Neves e Jean Pyerre para enfim ter a escalação ideal.

O Grêmio soma seis jogos na Arena em 2020. Na metade deles, precisou correr atrás do resultado. Na estreia, foi batido pelo Caxias por 2 a 0. Mas conseguiu reverter a desvantagem contra o São José, ao vencer por 2 a 1, e diante do São Luiz, no domingo, quando perdia por 2 a 0 e virou para 3 a 2.

No duelo frente ao time de Ijuí, o Tricolor se viu encurralado com dois gols atrás no placar em 20 minutos de jogo. Aos 30 segundos, Orejuela e Paulo Miranda se atrapalharam, e Michel aproveitou para marcar.

O segundo gol nasceu de uma bola perdida no meio de campo, com direito a erro de Kannemann no bote em contra-ataque puxado e finalizado por Jean Carlo. Os erros defensivos foram suficientes para Renato Gaúcho agir e sacar Orejuela para a entrada de Jean Pyerre.

A mudança surtiu efeito, e o Tricolor passou a empilhar chances perdidas até diminuir já nos acréscimos do primeiro tempo, com Paulo Miranda. No segundo, Thiago Neves e Diego Souza garantiram a virada. Mas nem sempre será assim, como o próprio técnico analisou após a vitória.

– Independente do adversário, quem deu mole foi o Grêmio. Não pode. O maior culpado de tomar (os gols) fomos nós, foram falhas nossas. Não podia ter entrado em campo achando que estava desfilando em um shopping. Não é porque virou o jogo que está tudo bem. Daqui a pouco não vira. Não pode acontecer – bradou o treinador.

Grêmio x São Luiz Arena Gauchão Jean Pyerre — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Grêmio x São Luiz Arena Gauchão Jean Pyerre — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Renato refém dos meias

Tanto Thiago Neves quanto Jean Pyerre seguem em busca do melhor condicionamento físico e técnico. O primeiro está atrasado fisicamente e rende pouco quando joga. Já o segundo volta de lesão e parece questão de tempo para retomar a titularidade no centro da linha de meias do 4-2-3-1.

Ao entrar no jogo contra o São Luiz, Jean liderou o Grêmio para a virada. Foi a terceira partida seguida após voltar de lesão. Começou com 29 minutos contra o Pelotas, evoluiu para 38 no Gre-Nal e agora ficou em campo por pouco mais de uma hora.

Por outro lado, Thiago pouco rendeu tecnicamente no domingo, apesar de não ter comprometido. Depois de perder um gol na etapa inicial, marcou pela primeira vez pelo Tricolor aos 19 minutos do segundo tempo.

Grêmio x São Luiz Arena Gauchão Thiago Neves — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Grêmio x São Luiz Arena Gauchão Thiago Neves — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Ainda assim, faltou intensidade em momentos de ataque e tem acertado poucos chutes de fora da área – uma de suas principais características na carreira.

Renato já deixou claro que os meias só vão pegar o melhor ritmo de jogo em campo. Apesar de temer colocar ambos em uma partida mais intensa, a exemplo do último Gre-Nal, quando escalou três volantes.

Com a Libertadores suspensa e o risco da parada do Campeonato Gaúcho – ambos por conta da epidemia de coronavírus -, resta saber quando será o próximo jogo do Grêmio. O grupo ganhou folga nesta segunda-feira. A programação para o restante da semana ainda não foi divulgada.



Veja também