O Grêmio retornou para sua casa e, com ela, a vitória na Série B também. Apesar de um primeiro tempo tenso, o segundo foi de um time destemido e decidido a retornar à elite do Brasileirão. Os jogadores mostraram que o puxão de orelha dado por Renato após derrota longe da Arena gerou resultado e buscaram o 3 a 0 sobre o Sport que traz ares de acesso.

A noite na Arena foi de retomada da confiança tanto para os torcedores quanto para a equipe. Após uma derrota traumática para o Novorizontino na última rodada, que terminou em uma chacoalhada no vestiário, foi o momento de mostrar que a página foi virada e o lugar entre os quatro primeiros está encaminhado.

Com 53 pontos, o Grêmio reassumiou a vice-liderança e agora seca os rivais. Ficou oito à frente do Londrina, o quinto, e 10 do Sport, na sexta colocação. Renato deu uma bronca no elenco logo depois da partida em Novo Horizonte. Manteve as conversas em Porto Alegre A consequência dessa chamada foi vista contra o Sport e na tabela.

– Sou um treinador de diálogo, mas tem hora que precisa de um puxão de orelha porque senão o jogador fica na zona de conforto e comigo não tem isso. É o tal do morder e assoprar, dar dura e depois dar moral. Lá depois do jogo eles tinham que tomar dura, e tomaram uma dura feia, depois teve o assopro, botei pra cima e jogaram o que jogaram hoje – contou o treinador.

Não pode ter um jogo daqueles. Com o Grêmio brigando pelo acesso e jogar daquela maneira contra o Novorizontino. Aí é inaceitável.

— Renato

Diante de 24 mil torcedores a resposta precisava ser dada. Mostrar que o Grêmio está no caminho certo e cada vez mais perto de voltar à Série A. O padrão tem sido de vitórias em casa e essa em cima de um rival que ainda sonhava com o acesso clareou o caminho. A vitória por 3 a 0 contra o Sport retomou um ar de tranquilidade.

– Hoje sem dúvida o Grêmio deu um passo enorme para voltar à Série A. Era um adversário direto que briga para subir. Faltando sete jogos botamos 10 pontos de vantagem, é uma gordura importante – afirmou Renato

Virada de chave no intervalo para buscar a vitória

Apesar do placar elástico, o jogo não foi tão simples assim. O Grêmio até iniciou bem e criou duas chances. Em uma delas, a bola não entrou por centímetros, pois Rafael Thyere tirou-a em cima da linha. No entanto, na medida que o gol não saia, o time perdeu fôlego e a tensão já tomou conta das arquibancadas.

O que comprova a impaciência do torcedor, mesmo com Renato à beira do campo, foram as vaias ouvidas após o apito final do primeiro tempo no estádio.

Renato e jogadores do Grêmio agradecem torcida após vitória — Foto: Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

Renato e jogadores do Grêmio agradecem torcida após vitória — Foto: Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

Mas o vestiário novamente apareceu para, desta vez, mudar o rumo da partida. O Grêmio retornou com uma disposição e ímpeto diferente. Manteve o mesmo estilo de jogo, apostando na velocidade, mas foi mortal.

Aos cinco minutos do segundo tempo, a equipe soube trabalhar bem a bola em jogada puxada por Guilherme do lado esquerdo. Trocou passes dentro da área e Diego Souza escorou para Biel, que dominou e bateu no canto para abrir o placar.

Aliás, o atacante foi um dos melhores do Tricolor. O camisa 17 foi o principal responsável por armar as jogadas e foi dos pés dele que saíram as principais oportunidades.

Aos 13 minutos de jogo, Bruno Alves lançou a bola para o ataque, Diego Souza conseguiu dar uma “casquinha” e Lucas Leiva aproveitou a falha do zagueiro para pegar de primeira e soltar uma bomba para o fundo do gol. Foi a primeira vez que o jogador marcou desde o seu retorno.

Mais que isso, o volante vinha sob contestações por ainda não ter feito uma boa atuação desde que voltou a Porto Alegre. Contra o Sport, Renato usou Leiva mais adiantado, como meia, pisando mais na área e sem se preocupar tanto em atacar e defender o tempo todo. O resultado foi a melhor atuação do camisa 15 e o gol.

Thiago Santos, Biel, Lucas e Bitello em vitória do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Thiago Santos, Biel, Lucas e Bitello em vitória do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Por último, outro destaque da partida foi coroado. No cruzamento de Rodrigo Ferreira, Guilherme ajeitou de cabeça para Bitello chegar chutando e fechar o placar. Em menos de 30 minutos, os três gols garantiram o final de noite alegre dos gremistas.

O meia retornou ao time após cumprir suspensão contra o Novorizontino. O acréscimo do jovem ao time do Grêmio é nítido. Nesta terça, atuou como segundo volante mais pelo lado esquerdo. A qualidade no passe e a disposição física renderam uma maior dinâmica ao meio-campo do time.

A vitória devolve a tranquilidade para trabalhar e serão dez dias de preparação até o próximo compromisso do Tricolor.

Apesar dos desfalques, será um período também para recuperar jogadores que estão no departamento médico e podem voltar para a reta final da Série B e ajudar a garantir o acesso o quanto antes.



Veja também