A vitória parecia fadada a exorcizar a goleada sofrida para o Flamengo no ano passado. Mas o Grêmio viu o adversário empatar já nos minutos finais e ficar no 1 a 1 na noite de quarta-feira, pela quarta rodada do Brasileirão.

No Maracanã, o Tricolor deixou claro que tem potencial para competir com o Rubro-Negro sem reviver o trauma da Libertadores. Mas também não pode ter piedade dos rivais. Contra o Corinthians, perdeu pênalti no fim. Nesta quarta, desperdiçou duas chances de matar o jogo e foi punido justamente por uma penalidade.

O que fica é que o Grêmio precisa ser mais eficiente para evitar a perda de mais pontos pelo caminho. São três empates consecutivos, os últimos dois com chances reais de vitória.

Se Diego Souza perdeu o pênalti contra o Corinthians, o Grêmio não teve a sorte de Gabigol errar a meta na noite passada. Antes do empate, entretanto, o artilheiro gremista no ano mandou para fora uma oportunidade clara no início da etapa final. Depois, Isaque também teve a chance de definir a vitória e perdeu.

“O Grêmio estava se comportando bem, inclusive tivemos a chance de matar no segundo tempo, mas tivemos infelicidade nas finalizações” (Renato)

Renato Gaúcho em empate do Grêmio no Maracanã — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Renato Gaúcho em empate do Grêmio no Maracanã — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O gol gremista veio ainda no primeiro tempo, em jogada combinada de Alisson com Pepê. Naquele momento, a equipe avançava a marcação para dentro do campo rival e forçava o erro. Até Jean Pyerre e Diego Souza se dedicavam a cortar os espaços.

Mas aquela goleada do ano passado ainda ecoava. Se não nos jogadores, mas no entorno, com lembranças da imprensa e torcida. Evidente que o contexto é outro, com a saída de Jorge Jesus e a chegada de Domènec Torrent, mas o Grêmio conseguiu competir no mesmo nível com o estrelado Flamengo.

O empate não é o bastante, mas serve para exorcizar em parte o problema. Dá a chance do Tricolor seguir em frente e deixar esse “fardo”, como chamou Diego Souza, no passado.

Diego Souza perdeu boa chance no início do segundo tempo — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Diego Souza perdeu boa chance no início do segundo tempo — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Apesar do terceiro placar de igualdade seguido, Renato deixou claro que está satisfeito com o aproveitamento do time. São seis pontos em quatro rodadas e 50% de aproveitamento, o que cabe ao Grêmio a sexta colocação no Brasileirão.

— Não me preocupa nem um pouquinho. Anotem aí, vou fazer o trabalho de vocês (jornalistas). Toda equipe com 50% de aproveitamento, não importam os jogos, briga pela parte de cima da tabela. Estou muito satisfeito, até porque o Grêmio merecia ter vencido nos últimos dois jogos — analisou o treinador.

Resta ao Grêmio ser mais letal e garantir os resultados o mais rápido possível dentro das partidas. Criar, tem criado. O elenco segue no Rio de Janeiro até domingo, quando enfrenta o Vasco em São Januário.

Renato Gaúcho deve preservar seus principais jogadores para a final do Gauchão, na próxima semana, contra o Caxias. A novidade na delegação será o meia-atacante Everton, ex-São Paulo, anunciado na terça-feira.



Veja também