Em busca de reforços, o Grêmio vê alguns dos alvos no mercado para reforçar o elenco de Renato Portaluppi se aproximar e até estourar o limite de jogos na Série A para defender as cores de outro clube na competição.

Esse último é o caso de Cléber. O centroavante esteve em campo em todas as sete partidas do Ceará no Nacional e, com isso, não pode mais atuar por outra equipe na competição neste ano.

O Tricolor ofereceu R$ 15 milhões, mas o Vozão pediu o dobro. Como a negociação não prosperou, Guto Ferreira o utilizou no clássico diante do Fortaleza, na noite desta quarta-feira.

Gilberto, do Bahia, também entrou na mira. Porém, o Tricolor de Aço pede 4 milhões de euros (R$ 25,32 milhões) para liberá-lo. O valor é considerado acima do que o Grêmio pretende gastar. Com o impasse, o atacante atuou contra o Flamengo, em seu quinto compromisso na Série A.

Gilberto atuou pelo Bahia contra o Flamengo — Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Gilberto atuou pelo Bahia contra o Flamengo — Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Já o volante Wellington, do Athletico, chegou ao sexto jogo na noite de quarta-feira, contra o Bragantino. Mas recebeu o terceiro cartão amarelo e não poderá atuar no fim de semana. O Tricolor tem conversas avançadas com o jogador.

O Grêmio também mirou Diogo Barbosa. O lateral-esquerdo está na reserva de Matías Viña, no Palmeiras. A negociação até caminhou, mas travou quando o Verdão disse que não aceitava liberar o jogador por empréstimo. O lateral de 28 anos tem cinco partidas no Brasileirão.

Enquanto trabalha fora de campo, dentro dele o Grêmio busca arrancar no Brasileirão. O time volta a campo pelo Nacional nesta quinta-feira, contra o Sport, às 19h, na Arena. Com os resultados de quarta, o time caiu para a 12ª posição, com sete pontos.



Veja também