Após o jornalista argentino Sebastián Srur, da Radio Continental, afirmar que Grêmio e Cavani estão acertados e que o uruguaio chegaria na segunda-feira em Porto Alegre, o Tricolor negou a possibilidade da contratação do atleta, principalmente, pelos altos valores que uma eventual negociação como esta exige. “Não procede”, resumiu o vice-presidente de Futebol do Tricolor, Paulo Luz. 

Conforme outro dirigente da alta cúpula gremista, o alto valor para a empreitada inviabiliza a negociação do jogador, que disputou a última temporada pelo PSG. “Para um clube brasileiro contratar ele, gastaria toda a verba da televisão para pagar um jogador. Isto é um chute na lua”, explicou. “O ano dele é 60 milhões, livre de impostos. Não há nenhuma possibilidade, nenhuma chance.”

A única possibilidade, de acordo com essa fonte, seria no fim da carreira do atacante, período em que o uruguaio ainda não se encontra: “Talvez, no final da carreira, mas ele tem muita lenha pra queimar”, disse o dirigente, que repetiu as palavras de Paulo Luz: “Isto não procede”. 

O presidente Gremista, no começo da especulação já havia se posicionado: “Não tem nada agora e nunca teve. Esse é um assunto que não devemos nem alimentar o sonho do torcedor. O Cavani é um jogador que tem propostas de uns dez clubes europeus, todas superiores a que qualquer clube brasileiros pode pagar”, disse o mandatário em entrevista à Rádio Gaúcha



Veja também