William Alves de Oliveira Tôto Coritiba Guilherme — Foto: Al Faisaly FC

Ainda em busca de afirmação na Série B, o Grêmio trabalha para se reforçar a partir de julho e aposta em melhora de rendimento com mais opções para Roger encontrar o equilíbrio. Dois nomes já estão acertados: Lucas Leiva e Guilherme. Mas ao todo, o departamento de futebol planeja cerca de cinco contratações no próximo mês.

Com a proximidade do dia 18 de julho, aos poucos surgem nomes que figuram na pauta do Tricolor. Algumas posições são tidas como prioridade conforme a necessidade do elenco. Meia, atacante de lado e lateral-direito são funções que podem ser atacadas no mercado.

Após a vitória contra o Sampaio Corrêa, o vice de futebol Dênis Abrahão falou sobre as perspectivas de negociações. O dirigente afirmou que existem duas situações “bem encaminhadas” e projetou cerca de cinco reforços na próxima janela de transferência.

Meia e atacante estão bem encaminhados, em seguida deve acontecer a formalização. Vamos aguardar outros jogadores, se pintar de graça ou dentro das nossas condições, vamos buscar. Grêmio precisa de mais dois reforços, porque dois já estão praticamente acertados, mas acertado é apalavrado, contratado é com contrato assinado – revelou Dênis.

No comando das negociações do clube está Dênis Abrahão, que tem a companhia do Diretor Executivo, Diego Cerri, responsável por negociar e acertar os termos dos contratos, e o Diretor de Futebol, Sérgio Vazques. O departamento, claro, tem constantes reuniões com a comissão técnica, para entender as necessidades de características.

Jogadores acertados

Lucas Leiva é o principal reforço para o elenco de Roger. O volante acertou seu retorno ao clube com um contrato de um ano e meio, até o fim de 2023. Leiva estava na Lazio e retorna a Porto Alegre após 15 anos da sua saída para o Liverpool.

Outro jogador que está encaminhado também significa volta de um conhecido. Guilherme, atacante revelado pelo Grêmio em 2016, está perto de retornar. O jogador está livre no mercado e já está apalavrado para assinar contrato e ajudar no retorno à Serie A.

Guilherme surgiu junto com Pedro Rocha e Everton Cebolinha e rodou por alguns clubes do Brasil. Colecionou passagens por Botafogo, Chapecoense, Coritiba e Sport, pelo qual foi artilheiro na campanha da Série B em 2019. Por último, estava no Al Dhafra, dos Emirados Árabes.

Um meia que retorna, mas com permanência incerta, é Thaciano. O meia tem vínculo com o Tricolor até dezembro de 2023 e estava emprestado ao Altay, da Turquia. Porém, no próximo mês precisa se reapresentar em Porto Alegre. O departamento de futebol ainda conversa com o jogador sobre seu desejo de ficar no Tricolor ou não.

Opções na mira

Ainda em entrevista após vencer o Sampaio, Dênis afirmou que o atacante do Fortaleza, Renato Kayzer, está no radar do Grêmio e atrai interesse. O centroavante não vem sendo utilizado por Vojvoda e pode procurar outro destino em julho.

Apesar de ainda não fazer proposta por Kayzer, o clube gaúcho estuda as possibilidades do modelo de negócio. O lateral-esquerdo Juninho Capixaba, atualmente no Leão, pertence ao Tricolor, e uma negociação envolvendo troca de jogadores poderia ser o caminho.

(Renato) Kayzer é um jogador que está no radar, foi oferecido. Temos jogadores lá, quem sabe pode fazer uma ponte.

— Dênis Abrahão, vice-presidente de futebol do Grêmio

 Renato Kayzer é opção no Grêmio — Foto: Bruno Oliveira/FEC

Renato Kayzer é opção no Grêmio — Foto: Bruno Oliveira/FEC

Outro nome que surgiu e é observado com atenção pelo Grêmio é o meia Mateus Vital, do Corinthians. O atleta estava emprestado ao Panathinaikos, da Grécia, e retorna em julho ao Timão. No entanto, o clube paulista não tem perspectiva de aproveitá-lo e quer vender o jogador.

Vital tem vínculo com o Corinthians até o fim de 2023 e um negócio envolvendo a venda do meia poderia dificultar a situação do clube gaúcho. O Grêmio prioriza negociações de atletas que possam ser emprestados ou que estão em fim de contrato. Mas há conversas que envolvem o nome.

Jogadores descartados

Há cerca de duas semanas o nome de Diego Ribas, do Flamengo surgiu como uma oportunidade de negócio para vir para o Tricolor. Dênis Abrahão confirmou que o atleta foi oferecido, ainda quando time carioca estava sob o comando de Paulo Sousa.

O vice de futebol do Grêmio chegou a fazer contato com dirigentes do Flamengo, mas fez questão de descartar qualquer possibilidade de contratação do meia.

Diego Ribas foi sondado pelo Grêmio — Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Diego Ribas foi sondado pelo Grêmio — Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A terceira possibilidade de repatriação também foi eliminada pelo departamento de futebol do Grêmio. Mário Fernandes apareceu como possível contratação. Apesar de admitir que sondou o jogador no início do ano, o dirigente disse que não há chance de fazer negócio no momento.

O lateral-direito é jogador do CSKA Moscou, mas passa por um momento de afastamento do futebol. O jogador pediu uma licença do clube para ter um ano sabático e se dedicar ao convívio com a família.

– Em fevereiro tentamos a vinda dele, é rei na Rússia, não pode sair na rua na Rússia, é cidadão russo, onde anda é admirado. Vai fazer um ano sabático e vai ficar o ano inteiro sem jogar. Então, Mário Fernandes não vem para o Grêmio – afirmou o vice de futebol.

A janela de transferência abre dia 18 de julho, o que significa que as novas contratações só poderão estrear a partir deste dia. Jogadores que estão livres no mercado e que vão chegar no Tricolor, como Lucas Leiva e Guilherme, podem treinar no CT Luiz Carvalho antes desta data.



Veja também