A eliminação na Libertadores ainda não foi totalmente esquecida, mas a vitória por 3 a 0 sobre o Botafogo ameniza o ambiente de pressão no Grêmio. Três dias depois de ser goleado por 5 a 0 para o Flamengo, e com os ecos da derrota bem vivos no ambiente gremista, o Tricolor foi a campo com a obrigação de vencer e mostrou reação em busca da retomada no Campeonato Brasileiro.

Depois de três derrotas consecutivas, a pior sequência do time na temporada, o Grêmio mostrou capacidade de recuperação mais uma vez. A exemplo do que ocorreu após a queda para o Athletico na Copa do Brasil, quando time enfileirou vitórias, a meta é “virar a página” e se aproximar de de vez do G-4 do Brasileirão – Renato bancou a presença na Libertadores do ano que vem.

Mas a derrota da última quarta-feira estava por todos os lados na Arena e ainda ecoava. No anúncio da escalação, por exemplo, Paulo Victor foi vaiado por parte da torcida presente – foram pouco mais de 9 mil. Por isso tamanha importância da vitória para devolver, ao menos em parte, a confiança do grupo.

Jogadores do Grêmio comemoram gol contra o Botafogo — Foto: Itamar Aguiar/Agencia Freelancer

Jogadores do Grêmio comemoram gol contra o Botafogo — Foto: Itamar Aguiar/Agencia Freelancer

Com Luciano como principal novidade na escalação, alternando posição com Diego Tardelli, o Grêmio voltou a jogar bem. Abriu o placar logo no começo do jogo com Maicon, após lindo passe do atacante. Na segunda etapa, Thaciano e Everton completaram o resultado em mais uma atuação segura e sem grandes sustos, como o torcedor gremista estava acostumado.

– O nosso torcedor está de parabéns, acho que eles compreendem também a tristeza dos jogadores. Volto a repetir, nós continuamos envergonhados, temos vergonha na cara. Agora é vida nova. A página virou. É importante o torcedor estar com a gente como sempre esteve. Com a ajuda do nosso torcedor a gente vai conquistando o que a gente quer, e esse ano nós temos ainda esse objetivo de colocar o Grêmio na Libertadores. E o Grêmio vai disputar a Libertadores do ano que vem – garantiu Renato.

Antes e depois de a bola rolar, os jogadores ainda tocavam no assunto Flamengo. Matheus Henrique falou sobre retomar a confiança antes de entrar no vestiário, além de revelar inúmeras conversas do técnico com o elenco. Depois do resultado construído, Maicon, especialmente, também citou a eliminação na Libertadores e a postura do time após tudo isso.

“Vai demorar para absorver a derrota do meio de semana (para o Flamengo), mas era importante a gente fazer um jogo bom e conquistar a vitória” (Maicon)

– Eu falei para o grupo. Não pode enterrar a cabeça no chão, senão as coisas só vão piorar. Vai demorar para absorver a derrota do meio de semana, mas era importante a gente fazer um jogo bom e conquistar a vitória. A gente tem um objetivo que é classificar o time para a Libertadores. Quando ganha não está tudo certo, mas também quando perde não tem terra arrasada, não está tudo errado – analisou.

Maicon após a vitória do Grêmio sobre o Botafogo — Foto: Eduardo Moura

Maicon após a vitória do Grêmio sobre o Botafogo — Foto: Eduardo Moura

A derrota também foi o assunto principal na entrevista do vice de futebol Duda Kroeff. O dirigente havia sido muito questionado pela torcida após dizer, no Maracanã, que o resultado para o Flamengo havia sido normal. Neste domingo, foi novamente questionado sobre isso e subiu o tom em sua entrevista coletiva depois da partida. Mas negou novamente que o resultado tenha sido um “vexame”.

– Resultado normal é uma questão de português. Língua portuguesa. Procurem o que significa normal. Acho que o resultado foi incomum, atípico, mas é normal. Evidente que é normal. Vexame vi falarem, para mim não houve. Resultado de futebol de vez em quando acontece uma goleada para um lado ou outro – defendeu Duda Kroeff.

Nesta segunda, o Grêmio já começa a sua preparação para o jogo com o Vasco, na quarta, em São Januário — Matheus Henrique e Kannemann são desfalques, suspensos. O Tricolor chegou a 44 pontos e ficou a um do Corinthians, o sexto colocado, na zona de classificação para o torneio sul-americano do próximo ano.



Veja também