Aos 23 anos, Pepê desponta como um dos jogadores mais cobiçados do Grêmio ao lado de Everton e Jean Pyerre, mesmo sem ainda se consolidar no time titular. A explicação, em parte, está na eficiência.

Nos 315 minutos em campo na temporada, o atacante tem dois gols. Nas competições disputadas, Gauchão e Libertadores, acumula três finalizações certas e quatro erradas, segundo o Footstats. Foram também três gols marcados pela seleção olímpica neste início de 2020.

Renato Gaúcho e Pepê em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Renato Gaúcho e Pepê em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Nos último dias, o jovem viu novamente seu nome circular entre grandes clubes europeus. Desta vez, Ajax e Bayern de Munique mostraram interesse, conforme informação do repórter André Hernan, embora ainda sem nenhum movimento concreto junto ao Grêmio.

Antes, Sevilla, Porto e Roma já haviam feito contato com o empresário Adriano Spadotto.

– O 2020 começou de um jeito muito especial para mim, acredito que tudo isso têm acontecido em função do trabalho, do foco e da concentração que eu venho buscando cada dia mais. Que continue assim e que saiam mais gols – disse Pepê no início de março.

O contrato de Pepê com o Tricolor foi renovado em 2018 e vai até 2022. Dirigentes consultados afirmam que não há negociação em andamento para ampliar ainda mais o vínculo do jovem.

No Grêmio, só Everton e Jean Pyerre movimentam mais os bastidores que o companheiro, embora ainda haja o nome de Matheus Henrique junto a esse trio. Cebolinha tem interesse concreto do Everton, da Inglaterra, enquanto o meia é acompanhado de perto pelo Monaco, da França, com contatos constantes entre clube e empresários.

Pepê em vitória do Grêmio sobre o São Luiz — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Pepê em vitória do Grêmio sobre o São Luiz — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Além do bom momento vivido com a seleção brasileira no Pré-Olímpico desse ano, com direito a classificação para os Jogos e três gols marcados mesmo na reserva, Pepê balançou as redes 12 vezes em 2019.

Foi o vice-artilheiro gremista, atrás apenas de Everton. Nos último três meses do ano passado, foram seis gols em 20 partidas, na maioria entrando no segundo tempo.

Não há data para a parada do futebol brasileiro dar trégua. Mas Pepê pavimenta o seu caminho para o time titular gremista. Na vitória sobre o São Luiz, isso já ocorreu, com Alisson preservado, assim como vários outros titulares.



Veja também