Agora é 2017: Grêmio busca ao menos cinco reforços para a temporada

Tricolor pretende contratar dois laterais e até três atacantes

2 de janeiro de 2017 - Às 06:23
Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

O ano de 2017 começa efetivamente para o Grêmio nesta segunda-feira. Uma série de reuniões marcará acordos por renovação, apresentação de propostas e investidas no mercado. E para ter o elenco ideal, caso não perca nenhuma peça importante, o Tricolor espera ao menos dois laterais e até três atacantes.

Há uma situação muito bem encaminhada. Kayke será emprestado pelo Yokohoama Marinos, do Japão, até o fim do ano. O jogador, que se destacou pelo Flamengo, chega como alternativa de ataque aprovada por Renato Gaúcho.

Além dele, o Grêmio já fez proposta pelo uruguaio Gabriel ‘El Toro’ Fernandez. O jogador pertence ao Racing de Montevidéu e a primeira investida apresentou números ao presidente da agremiação. Sem efetivar uma contraproposta, o Racing informou ao Grêmio o que pretende para liberar o jogador, que também é alvo do Nacional-URU e do Cerezo Ozaka, do Japão, além de clubes de Portugal.

Mas o Tricolor não irá parar nestes nomes. Dois laterais também devem ser contratados. Com Wallace Oliveira fora dos planos, a ideia é dar outro reserva a Edílson, que passou por uma cirurgia nas férias e deve resolver a necessidade de preservação que o acompanhou em 2016. Além disso, um concorrente a Marcelo Oliveira também deve chegar.

E um terceiro atacante, que também possa atuar como meia, fecharia a lista de desejos do clube, que até agora anunciou apenas o volante Michel, vindo do Atlético-GO.

Reuniões por renovação e propostas
No início da semana, duas reuniões importantes serão marcadas pela direção do Grêmio. A primeira visa renovar o contrato de Douglas. O meia deve ter vínculo ampliado por uma temporada. A segunda será com o agente de Pedro Geromel. O zagueiro é alvo de clubes do exterior e recebeu propostas para deixar o Tricolor. Quer valorização salarial para permanecer, uma vez que as ofertas são muito melhores do que os valores recebidos em Porto Alegre.



Veja também