O goleiro Adriel fez seu primeiro jogo pelo Grêmio na manhã deste domingo, na Arena, na vitória por 3 a 0 diante do Santa Cruz que resultou na conquista da Recopa Gaúcha. Após a comemoração, o jovem se sentou no banco de reservas foi às lágrimas.

Ao ge, Adriel contou que “passou um filme” na cabeça ao estrear pelo Tricolor. Mas prontamente o goleiro de 20 anos explicou que as lágrimas eram apenas de felicidade, nada de tristeza envolvida.O Grêmio é um clube que me identifico muito, estou aqui desde a base, subi, lutei. Estrear em uma final, primeiro título com a camisa, é marcante para a vida toda.— Adriel ao ge

— Vestir uma camisa grande é sempre motivo de se emocionar. Passou um filme, desde quando saí de casa, as dificuldades que tive. É motivo de felicidade, não é de tristeza, de conquista mesmo — disse.

Goleiro Adriel, do Grêmio, se emociona após estreia e conquista da Recopa Gaúcha — Foto: Lucas Bubols/DVG/Grêmio

Goleiro Adriel, do Grêmio, se emociona após estreia e conquista da Recopa Gaúcha — Foto: Lucas Bubols/DVG/Grêmio

Em campo, Adriel pouco trabalhou com os ataques do Santa Cruz. Ainda assim, ele quer curtir o gosto de ser campeão pelo Grêmio no seu primeiro jogo como profissional. Além de aproveitar o momento com a família, já pensa no filho que está por vir.

— É aproveitar agora cada momento. Não só para mim, mas meus familiares, minha esposa, meu filho que está vindo agora. A vitória não é só minha, é de todos que me acompanharam também — concluiu Adriel.

Agora, o Grêmio volta suas atenções para a Copa do Brasil. Na próxima quinta-feira, às 15h30, o Tricolor enfrenta o Brasiliense, no Estádio Boca do Jacaré, para definir vaga nas oitavas de final. No primeiro jogo, o time gaúcho abriu vantagem de 2 a 0.



Veja também