Luxemburgo na primeira coletiva após a eliminação: "A vida segue"

O técnico Vanderlei Luxemburgo se manifestou pela primeira vez após a eliminação da Liberadores da América. O técnico foi assegurado no Grêmio pela decisão da diretoria. Na manhã desta Terça, o técnico deu entrevista e negou que estava ameaçado de demissão e o momento é de 'superação':

- O presidente (Fábio Koff), em momento algum, falou que tinha dúvida sobre a minha permanência. Isso surgiu na imprensa. Eu não vi. Para quem gosta de ganhar, a derrota com eliminação é doída. Degustar isso é complicado. Sábado e domingo, de folga, fiquei com a família. Estava muito tempo sem eles. Estamos nos preparando para a sequência do campeonato. Faremos tudo para, no ano que vem, estar de volta à Libertadores. A gente tinha condições de conquistar, mas saímos como outros clubes saíram. São Paulo e Corinthians, por exemplo. A vida segue. O Grêmio entra como um dos candidatos no Brasileirão. Será a cobrança. Se já há com time que recém ganhou, imagina com quem não ganha faz muito tempo. Somos favoritos, sim. O grupo é muito bom e vai querer dar a volta por cima – disse o treinador.

O técnico comentou também sobre a tristeza do Grupo na reapresentação de segunda-feira:

- São profissionais do futebol. Sábado e domingo foi complicado. Há chororô, cabeça baixa. Se voltassem felizes, seria estranho. Levantar a cabeça. Corinthians saiu na quarta da Libertadores, domingo foi campeão (do Paulistão). Eu sei que mais na frente pode ter chance de conquista. Eles tem de entender que tem de machucar, mas levantar a cabeça. Vamos trabalhar e buscar ganhar o próximo jogo para iniciar a nossa caminhada.

Adaptado de Globoesporte
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Popular Items

Regras

Teste