André Lima: o criticado atacante dos gols decisivos

André Lima comemora gol. Foto: Globo
Desde que chegou ao Grêmio, André Lima nunca foi aquele ídolo da torcida. Devido a alguns gols importantes, ganhou o apelido de Guerreiro Imortal. Atualmente, ele é reserva. A dupla de ataque tem Moreno e Kléber. Quando um deles não pode jogar, Leandro substitui. Muito mal, inclusive.

André Lima entra, na maioria das vezes, no segundo tempo, e dá conta do recado. No Brasileirão, ele decidiu duas vezes. Na vitória diante do São Paulo fora de casa e na última partida diante da Ponte Preta, ambos pelo Brasileirão. O atacante também foi decisivo na primeira fase da Copa Sul-Americana, quando marcou o gol da vitória Gremista, também de cabeça diante do Coritiba.

Estes gols decisivos podem ser um alicerce para que André Lima continue no Grêmio em 2013. O jogador fala sobre a possibilidade:
"Se o atual presidente, ou o novo, quem quer que seja, sentar para conversar comigo não preciso nem dizer o que eu vou falar. É claro que pretendo ficar no Grêmio. Tenho contrato até o fim de 2013, e no futebol as coisas mudam muito rápido. Horas você serve, horas não serve, horas joga, horas não joga. Eu posso dizer que gosto muito do clube, minha família ama Porto Alegre e eu pretendo ficar aqui quanto tempo o Grêmio quiser", disse o jogador.

André Lima também prega humildade pelos gols marcados:
"Eu sou um jogador que batalha e acredita até o fim. A hora que o professor achar que eu posso entrar faltando 1, 2 ou 45 minutos, vou fazer o melhor. Tem hora consigo fazer o gol, e tem hora que não vou conseguir. Meu pensamento é sempre no nós. Não jogo sozinho. Se o Zé Roberto não batesse bem na bola, se o lance anterior não tivesse acontecido, eu não teria marcado. O gol é do grupo, o gol é do Grêmio. O importante é que todos os torcedores vão felizes para casa", afirmou André.

Vote na nossa enquete ao lado. Você acha que André Lima merece permanecer no Grêmio em 2013?

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Popular Items

Regras

Teste