Bola aérea: A fragilidade

O Grêmio venceu o Cruzeiro por 3 a 2 neste sábado, e os dois gols sofridos foram em cruzamentos, em bolas levantadas na área. Segundo estimativa, o Tricolor tomou 56% dos gols (18), neste tipo de jogada, e olha que isso nem preocupa Renato Gaúcho e Rafael Marques.

"Temos é que comemorar a vitória. Tomamos 2 gols, mas fizemos 3. Falhamos, mas o mais importante é o fim dos 90 minutos. Precisamos treinar e melhorar, errar menos, mas nem sempre é assim" - comentou Renato.

Rafael Marques, que perdeu de feio as disputas de cabeça do jogo de ontem e muitas outras, disse que a culpa não é só dele, e que deve ser dividida entre todos do grupo.

3 Comentários

Obrigado pela Visita, Deixe o seu comentário!

Caro visitante, leia as regras abaixo antes de comentar:
- Comente sobre o assunto da postagem;
- Os comentários são liberados, sem necessidade de escrever as letras de confirmação.
- Não faça comentários com xingamentos; Leia nossa regras aqui.

SANGUE AZUL

  1. Giovani, aqui no futebol paulista o Santos sofre muito disso muitos do gols sofridos e na bendita bola aérea..

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  2. Mas o time do Cruzeiro nem é tão ruim assim. Eu assisti uns lances durante o jogo, foi uma partida bastante disputada, com as equipes chegando bastante dos dois lados. No fim das contas deu o que tinha de dar mesmo, o Grêmio é bem superior, mesmo o Cruzeiro jogando direitinho como jogou.

    Abraço,
    Samira
    http://oquedeuerradofc.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Erros como esses realmente tem quer ser evitados ao máximo.Renato Gaúcho tem que corrigir isso...

    Abraços

    http://www.conexaopaulista.com

    ResponderExcluir
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anúncio

Popular Items

Regras

Teste