Por Giovani Mattiollo
- Às 06:28
39

LUCAS UEBEL / GRÊMIO FBPA

O Grêmio terá pela frente nas oitavas de final da Libertadores o Libertad, do Paraguai, com o primeiro jogo na Arena, em Porto Alegre, e a volta em Assunção. A definição ocorreu no sorteio realizado na noite desta segunda-feira (13), na sede da Conmebol, em Luque, no Paraguai. A cerimônia definiu o chaveamento até a final da competição. As datas dos confrontos, no entanto, ainda não foram divulgadas, mas a partida de ida será entre os dias 23 e 25 de julho, com a volta entre 30 de julho e 1° de agosto.

O Tricolor e o time paraguaio já se enfrentaram duas vezes neste ano, com uma vitória para cada lado — ambas do time visitante. O primeiro confronto foi na segunda rodada da fase de grupos, no dia 12 de março, quando o Grêmio foi derrotado por 1 a 0 na Arena. O segundo ocorreu em 23 de abril, no Estádio Defensores del Chaco, onde a equipe brasileira fez 2 a 0 nos paraguaios. Mas, nesta etapa, o Libertad foi melhor, classificando-se na primeira posição do Grupo H, com 12 pontos. Na mesma chave, o Grêmio ficou em segundo, com 10.

— Claro que é uma rivalidade muito grande, mas a gente não pode escolher adversário de forma alguma quando entramos em uma fase de mata-mata da Libertadores. Temos de estar sempre preparados para a equipe que vier. Ainda podemos encontrar o Internacional dentro da competição — afirmou o executivo de futebol Klauss Câmara ao Globoesporte.com, sobre o adiamento da chance de um Gre-Nal, que agora só pode ocorrer na semifinal.

A equipe de Assunção, comandada pelo técnico argentino José Chamot, é a única entre as 16 classificadas que vem atuando desde a segunda rodada eliminatória, antes da fase de grupos. Já são 10 partidas na competição, com seis vitórias, um empate e três derrotas. Nas fases preliminares do torneio, deixou para trás o The Strongest, da Bolívia, e o Atlético Nacional, da Colômbia. À época, o treinador ainda era Leonel Álvarez, demitido após golear a Universidad Católica na primeira rodada da fase de grupos, por “não cumprir quesitos existentes no contrato”.

O time tem, ainda, um dos artilheiros da Libertadores deste ano: Adrian Martínez, com seis gols. Além dele, o experiente centroavante Oscar Cardozo, com quatro, é um dos principal jogadores da equipe. Os paraguaios chegaram a ter 100% de aproveitamento na fase de grupos, com quatro vitórias em quatro jogos, mas caíram de rendimento nas duas últimas rodadas, quando perderam em casa para o Grêmio e fora para o já eliminado Rosario Central.

Quem avançar nesse confronto vai encarar, nas quartas de final, o vencedor de Godoy Cruz e Palmeiras. No mesmo lado no chaveamento estão Emelec, Flamengo, Nacional-URU e Inter, que podem vir a ser adversários de Grêmio ou Libertad nas semifinais. Os demais classificados — como os brasileiros Athletico-PR e Cruzeiro e os argentinos Boca Juniors e River Plate — só poderiam encarar os dois em uma eventual final, que será realizada em jogo único, no dia 23 de novembro, no Estádio Nacional de Santiago, no Chile.


Comentários