Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O momento realmente é iluminado para Everton. O atacante renovou seu contrato com o Grêmio, ganhou a valorização citada pelo clube e ainda irá completar 250 jogos com a camisa tricolor na noite deste sábado, contra o Corinthians, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O novo acordo amplia o vínculo até 2023 e a multa rescisória, agora avaliada em 120 milhões de euros (R$ 534,5 milhões).

Desde 2013 em Porto Alegre, Everton tem 249 jogos disputados no elenco profissional, pelas contas do clube – o estafe do jogador considera três partidas a menos. Firmou-se como titular durante 2018, mas em 2017 já mostrava sua importância ao ser o jogador que mais atuou no ano, com direito ao gol que levou o time para a final do Mundial.

— A gente vem em uma crescente, todo o elenco. Nossos companheiros têm nos ajudado para que a gente tenha estes números na temporada. Que a gente possa aumentar ainda mais nesta reta final de ano, que a gente possa estar ajudando ainda mais dentro de campo — disse Everton ao lado de Alisson após a renovação de contrato de ambos.

A valorização contratual está diretamente ligada ao nível atingido neste ano, até porque o Cebolinha já havia renovado em 2018. Destaque na Copa América pela Seleção, o camisa 11 gremista se tornou uma espécie de xodó do Brasil na campanha do título. Ele é o artilheiro do ano com 17 gols e outras oito assistências em 43 jogos.

Depois da Copa América, o atacante virou alvo de sondagens e ofertas. Atlético de Madrid, Arsenal, Napoli, entre outros clubes, buscaram informações sobre o jogador. No entanto, o sonho de jogar na Europa ficou pelo caminho, ao menos até o fim do ano, com o fechamento da janela de transferências.

“Meu foco está somente no Grêmio. Passou a janela, tiveram algumas possibilidades, mas não aconteceu. Agora é cabeça totalmente no Grêmio. Até o final do ano estou com foco total aqui” (Everton)

Everton será titular e um dos principais nomes do Grêmio contra o Corinthians, às 19h deste sábado, na Arena. O Timão fecha o G-4 com 41 pontos, quatro acima do Tricolor, em oitavo. Depois, o atleta se apresenta à Seleção para os amistosos com Senegal e Nigéria, que o tira dos duelos com Ceará e Atlético-MG.



Veja também