Por Giovani Mattiollo
- Às 06:21
52

Lucas Uebel/Grêmio

Pela primeira vez na temporada, Diego Tardelli começou uma partida como titular. E, pela primeira vez, ele ficou durante 90 minutos em campo. Sua participação contra o Juventude só não foi melhor porque o gol que marcou, na segunda etapa, foi mal anulado por impedimento.

A assistente Luiza Reis enxergou o jogador à frente da linha do penúltimo defensor. Porém, um jogador do Ju dava condições. Apesar disso, Tardelli isentou a árbitra-assistente:

— O pessoal falou que não estava impedido, mas faz parte. Errar, todo mundo erra. O mais importante foi aguentar os 90 minutos — destaca.

Tardelli atuou como meia pela esquerda, posição ocupada por Everton no time titular. No entanto, se deslocou bastante e jogou muitas vezes pela faixa central. No lance do gol, recebeu em profundidade a exemplo da jogada em que marcou no Alfredo Jaconi. E mesmo sem poder repetir a dose, comemora o desempenho de todo o time:

— Infelizmente não conseguimos a vitória. Eles vieram fechados, nós jogamos com um time totalmente diferente. O importante é que a gente vai entrando no ritmo.

Renato confirmou que não quer apressar a entrada de Tardelli e do que tem precaução devido ao tempo em que o camisa 9 ficou parado:

— Tem que dar tempo ao tempo. Mas gostei da movimentação dele — opina.

O Grêmio avançou para a semifinal e enfrenta o São Luiz, em Ijuí, neste domingo, às 19h. No fim de semana seguinte, recebe o Rubro na Arena por um lugar na segunda final seguida de Gauchão. Entre os jogos, ainda viaja a Santiago, no Chile, onde enfrenta o Universidad Católica na quinta-feira pela Libertadores.


Comentários