Se Luan tiver que sair, Grêmio já tem planos B e C, diz Renato

Técnico exaltou maturidade do Tricolor na virada sobre Godoy Cruz

Por Giovani Mattiollo
- Às 05:54
18
Foto: Lucas Uebel

Ao lado de Pedro Rocha, Luan comandou a virada do Grêmio sobre o Godoy Cruz na noite desta quarta-feira. Com proposta do Spartak, da Rússia, o meia-atacante está prestes a deixar a Arena, mas o técnico Renato Portaluppi não quer saber da possível saída.

“É um problema do presidente e da diretoria. Enquanto ele (Luan) estiver aqui, ele vai jogar. Eu até acho que a saída do Luan é um desejo de alguns de vocês, mas se, por um acaso, o Luan tiver que sair, nós já temos planos B e C”, disse Renato em entrevista coletiva.

Ao falar da partida, Renato afirmou que o time do Grêmio vacilou no começo do jogo, o que proporcionou o gol do Godoy Cruz. “Talvez tenhamos vacilado nos primeiros 10 minutos, porque não entramos com aquela devida atenção, com o foco que sempre falo para eles. Sabíamos que o Godoy iria vir para dentro da gente e fiz a escolha por dois volantes porque precisaríamos contra-atacar. Deixamos alguns espaços, a equipe tomou gol, mas reagiu e mostrou maturidade para buscar a virada”, explicou.

Renato comentou ainda que não entendeu a razão para parte da imprensa falar que o Grêmio já estava na próxima fase da Libertadores. “Muitos falaram que o Grêmio já estava classificado, mas para essas pessoas o que eu posso falar é que não tem jogo fácil. Não pode colocar na cabeça do torcedor que o time já estava nas quartas. Ainda bem que a nossa equipe estava numa boa noite porque o adversário veio fazer uma Copa do Mundo”, frisou.

O treinador gremista surpreendeu quando escalou o Grêmio sem Arthur. Durante a coletiva, Renato explicou que buscava para o time as características necessárias para encarar uma decisão. “Não tenho titulares, nem reservas. O Maicon é um líder e está mais acostumado em jogos decisivos. Além disso, tem a bola aérea, que já é forte com o Michel. Entramos com dois cabeças de área porque precisaríamos do contra-ataque”, reiterou.

Veja também

Comentários