Por Giovani Mattiollo
- Às 12:11
1

Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

No primeiro jogo dos titulares do Grêmio no ano, Montoya assistiu a tudo de camarote. Ausente na lista de relacionados da vitória por 3 a 0 sobre o Juventude, na noite de segunda-feira, o reforço gremista foi à Arena apenas para observar os companheiros. E assim deve seguir por um bom tempo. Segundo o técnico Renato Gaúcho, sua utilização será a conta-gotas.

O argentino, segundo o próprio treinador, chegou ao Grêmio em um nível físico abaixo do restante grupo. Por isso, precisa de mais tempo. Montoya não atua desde outubro, quando entrou em campo a última vez pelo Cruz Azul, no México.

– O Montoya é um jogador que chegou bem abaixo das condições físicas. Um jogador que está há tempo parado. Tem que ter cuidado para não colocar em campo. Sofreu uma lesão, daqui a pouco não rende e as pessoas tem opinião que não é aquela. Vamos soltar aos poucos. Pedi que viesse na Arena, para conhecer a equipe do Grêmio. Por isso não estava relacionado – apontou Renato, na entrevista coletiva após a partida.

Montoya treina normalmente com os companheiros, mas ainda não tem data prevista para estreia. O resguardo é para o meia não acabar com uma lesão e desfalcar o time gaúcho nas próximas semanas – no início de março, há a estreia na Libertadores, contra o Rosário Central, justamente o ex-clube do gringo. Léo Moura, por exemplo, deixou a vitória sobre o Juventude no intervalo por conta de dores na panturrilha.

– É um período difícil para os jogadores, principalmente para o treinador. Máximo de cuidado para não perder ninguém. Além de perder jogos, perde toda a pré-temporada, tem que fazer outra. Falamos com preparadores, departamento médico, os próprios jogadores – completou o treinador.

Contra o Juventude, Renato estreou o centroavante Felipe Vizeu e o goleiro Júlio César. Dos reforços contratados, falta apenas o meio-campista entrar em campo com a camisa do Grêmio. O próximo compromisso do time será nesta quinta-feira, contra São Luiz, na Arena, pela quarta rodada do Gauchão.


Comentários