Por Giovani Mattiollo
- Às 06:25
5

“É Libertadores!”, repetiu Renato Portaluppi a cada pergunta direcionada a ele na entrevista coletiva após o empate em 1 a 1 do Grêmio com o Rosario Central, na noite desta quarta-feira, na primeira rodada da Libertadores. O treinador elogiou a capacidade de reação da equipe por buscar a igualdade, mas reclamou da desatenção no começo da partida.

Apesar de considerar que as chances mais claras foram do Tricolor, Renato comemorou o ponto conquistado fora. Segundo ele, a equipe gremista não se deixou abater com o gol de Zampedri, no primeiro minuto, e soube controlar os nervos em momentos mais difíceis.

– Sabíamos que encontraríamos muitas dificuldades. Eles vieram muito diferentes do Campeonato Argentino. Viraram a página. O que não gostei foi que alertei antes da partida, que era para entrarem focados, determinados, para não tomar gol, e tomamos logo no início por falta de atenção. No mais, é Libertadores. Precisamos fazer o dever de casa e buscar ponto fora – pontuou Renato.

Renato Gaúcho considerou bom o empate na Argentina — Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com

Renato Gaúcho considerou bom o empate na Argentina — Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com

O Grêmio segue invicto na temporada, assim como o Central continua sem vencer. O desempenho, contudo, foi considerado abaixo do que o Tricolor demonstrou no Campeonato Gaúcho até aqui. Não pela falta de entrega da equipe, mas por tudo que cerca a competição sul-americana.

– Foi o jogo mais duro do ano? Sim. Mas é Libertadores. Não que o Gaúcho não seja (difícil). Mas a equipe do Rosario não vem bem no Argentino, focaram na Libertadores, se entregaram e lutaram, da mesma forma que a gente. Ainda mais uma equipe argentina. Tivemos as oportunidades mais claras, mas não deu. O importante é não perder. O primeiro objetivo é conquistar a classificação – declarou.

O Grêmio se reapresenta na sexta-feira pela manhã e volta as atenções para o Campeonato Gaúcho. No sábado, às 19h, recebe o São José, na Arena, pela 9ª rodada. Já classificado, a tendência é que Renato escale uma equipe alternativa. A novidade deve ficar por conta de Diego Tardelli, que pode fazer sua estreia com a camisa tricolor.


Comentários