Por Giovani Mattiollo
- Às 06:34
5

Foto: Lucas Uebel/Grêmiona

Dois anos depois de entrar em uma polêmica sobre estudos, o técnico Renato Gaúcho irá realizar o curso da CBF Academy para obter a licença Pro. A entidade convidou o comandante do Grêmio por sua carreira construída. No entanto, Renato não compareceu aos dois primeiros dias de aula, nestas terça e quarta-feira, quando sua filha o registrou nas redes sociais na praia.

As licenças A, Pro ou honorária serão obrigatórias para os treinadores trabalharem nas equipes profissionais na Série A em 2019. Por isso a corrida de vários profissionais para a sala de aula no momento. A CBF Academy concedeu licenças honorárias para treinador com serviços prestados no futebol com títulos de relevância. No entanto, dá a honraria a aqueles com mais de 60 anos. Renato completou 56 em setembro deste ano e não se encaixaria no quesito.

Além da idade, para dar a licença honorária, a CBF também usa um ranking com uma pontuação definida pela Conmebol, com mínimo de 50 pontos para ganhar o documento. Pelos critérios colocados pela entidade, Renato tem 69 pontos conquistados. Por isso, foi convidado para participar da turma da licença Pro.

A primeira aula do curso ocorreu na terça-feira, no Rio de Janeiro. Mas Renato não compareceu. O mesmo ocorreu nesta quarta-feira. No início da semana, ainda não havia a confirmação se o treinador estava matriculado no curso, seja na CBF ou no Grêmio. Na noite desta terça, um dirigente gremista confirmou que Renato participará do curso. Nesta quarta, uma fonte da CBF também disse que Renato iria participar das aulas.

A turma que iniciou o curso da licença Pro nesta terça-feira tem a presença do técnico da Seleção, Tite, de Mano Menezes e Dunga, entre outros profissionais renomados do futebol brasileiro. O curso custa R$ 19 mil.


Comentários