Por Giovani Mattiollo
- Às 06:28
8

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio confirmou a classificação à semifinal do Gauchão, mas não como pretendia. O empate em 0 a 0 com o Juventude na noite desta quinta-feira, na Arena, decorreu em razão de uma acomodação. Algo natural para Renato Gaúcho, em função da goleada por 6 a 0 aplicada no Alfredo Jaconi, no último domingo.

A entrevista coletiva do treinador após a partida começou com o envio de uma mensagem de carinho a Abel Braga. O técnico do Flamengo passou mal durante o Fla-Flu de quarta. Deixou o vestiário de cadeira de rodas e foi hospitalizado. Renato, que passou por um procedimento cirúrgico no início do ano, alertou para a necessidade de realizar exames, mas sem perder o bom humor:

– Quero mandar um abraço ao Abel, uma pronta recuperação. Ele é gente boa. Que se recupere! Não sei se o Abel tinha feito os exames, mas é fundamental fazer. Daqui a pouco você descobre algo. No início, tem cura, mas depois pode agravar. Espero que não seja nada grave. Ele está em boas mãos. Eu estou liberado para tudo, tudo, tudo – avisou Renato.

Além da questão de Abelão, Renato falou sobre o resultado sem gols nesta noite. O técnico reconheceu que a produção do Grêmio não foi a mesma de vezes anteriores. Muito pela retranca apresentada pelo Juventude, mas também pelo relaxamento do grupo em razão da vantagem construída.

– O culpado foi o próprio Grêmio. Fizemos o resultado e é normal que o pessoal se acomode, embora essa não fosse a ordem. Deixei jogadores que não começavam durante os 90 minutos. Queríamos ganhar, mas o Juventude veio para não tomar uma goleada e se fechou. Pelo placar de Caxias, demos uma acomodada, mas é uma coisa normal – completou.

Com o resultado, o Grêmio está classificado às semifinais do Gauchão. O adversário será o São Luiz. O jogo de ida ocorrerá neste domingo no dia 19 de Outubro, às 19h, em Ijuí.


Comentários