Renato divide grupo do Grêmio e ajusta pontaria para jogo-treino contra o Criciúma

Equipe gremista volta a passar por teste na tarde desta sexta-feira, no CT Luiz Carvalho; Paulo Miranda inicia trabalho de transição física e se aproxima de volta ao grupo principal

4 de julho de 2019 - Às 18:27
Eduardo Moura

Sob um frio de menos de 10ºC em Porto Alegre, o elenco do Grêmio ensaiou jogadas de ataque antes do jogo-treino com o Criciúma. O técnico Renato Gaúcho comandou uma atividade para o setor ofensivo, enquanto o auxiliar Alexandre Mendes fez o treino para os zagueiros. A ausência foi Paulo Miranda, que já iniciou a fazer trabalhos ainda de fisioterapia, mas já com bola.

Renato ficou com os jogadores ofensivos de meio-campo e ataque para a atividade. A construção começava com Matheus Henrique ou Maicon, passava por meias e laterais até ir para a área encontrar os finalizadores. O treinador pediu diversas movimentações, com tabelas para deixar o lateral livre, bolas lançadas pelos volantes a atacantes e outras trocas de posições.

Treino de ataque e finalizações do Grêmio — Foto: Eduardo Moura

Treino de ataque e finalizações do Grêmio — Foto: Eduardo Moura

Alguns lances chamaram a atenção, em especial um envolvendo Diego Tardelli, Alisson e Pepê. Os dois primeiros pararam em defesa de Paulo Victor e duas vezes na trave até o jovem balançar as redes. O aproveitamento nas finalizações não foi bom.

O treino seguinte tinha três jogadores contra dois defensores em uma situação de contra-ataque. Na sequência, Renato fazia um cruzamento para os atacantes disputarem com a zaga.

Renato não indicou time titular para o jogo-treino com o Criciúma, nesta sexta-feira, outra vez no CT Luiz Carvalho. Enquanto o ataque ensaiava os movimentos, os defensores trabalhavam antecipação, cobertura e cortes após cruzamentos. Estavam ali Geromel, Kannemann, David Braz, Romulo, Rodrigues e Darlan.

Rodrigues e Patrick em treino de ataque contra defesa  — Foto: Eduardo Moura

Rodrigues e Patrick em treino de ataque contra defesa — Foto: Eduardo Moura

Paulo Miranda inicia transição

Ainda sem treinar com bola, o zagueiro Paulo Miranda iniciou um trabalho de transição. Fez os primeiros trabalhos com bola com a fisioterapia e testou movimentos de jogo ao trocar passes com placas de madeira. O defensor não atua desde o dia 17 de março por conta de uma lesão muscular e não deve estar á disposição no retorno às atividades.

Depois, o zagueiro voltou a correr ao redor do gramado no CT Luiz Carvalho. Ainda não há previsão para Miranda retornar aos treinos com bola, mas o defensor se aproxima ao integrar a bola às atividades.



Veja também