Desde os primeiros dias de 2019, uma posição tem centralizado as dúvidas de Renato Gaúcho. A ponta direita da estrutura ofensiva tem sido uma pedra no sapato na engrenagem coletiva, mesmo com o bom rendimento individual de Marinho, até então titular. As últimas partidas do Grêmio mostram uma tentativa por maior consistência no meio-campo. E essa é a principal dúvida contra a Universidad Católica, às 19h desta quinta-feira, no Estádio San Carlos de Apoquindo.

O próprio treinador deixou claro que busca a melhor opção para o setor. A ideia é combinar características de um meio-campista, mas que tenha agressividade. A vaga era de Alisson em janeiro. Mas a lesão do camisa 23 logo na estreia do Gauchão deu o primeiro passo na dúvida que culmina no jogo decisivo na Libertadores.

Montoya e Alisson são mais cotados para iniciar o jogo — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Montoya e Alisson são mais cotados para iniciar o jogo — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Thaciano, Marheus Hentique, Montoya e Alisson foram observados por ali. Os dois primeiros no 6 a 0 sobre o Juventude, quando surpreenderam como titulares; o argentino foi titular no empate com o Juventude, no último dia 28, enquanto Alisson foi utilizado durante o segundo tempo nas últimas quatro partidas. O argentino poderia fazer sua estreia na Libertadores com a camisa do Grêmio, já que até agora não foi usado por Renato.

– Depende do jogo, onde, do que precisamos… Daqui a pouco acerto o jogador que jogue por ali e a equipe se acerte. Enquanto isso, vou testando. Tenho dado oportunidades para todos. É importante que cada um procure receber a oportunidade da melhor maneira. É o jogador que se escala. Às vezes o Grêmio precisa se expor um pouco mais, joga um tipo de jogador. E outro não precisa tanto, aí joga outro tipo de jogador – analisou Renato após o 0 a 0 com o Juventude, na Arena.

No Chile, o GloboEsporte.com escutou uma impressão favorável por Montoya na equipe titular, em conversas informais com membros da delegação – ainda que o time precise da vitória. Alisson, no treino da última segunda, foi companheiro de Luan, Everton, André e Maicon em treinamento. Marinho não inicia um jogo desde a derrota para o Libertad, em 12 de março. Desde então, ficou fora inclusive de alguns treinos por dores musculares e atuou só 11 minutos contra o Juventude, no 0 a 0 da Arena.

“São jogadores de muita qualidade, essa dor de cabeça ele fala que gosta de ter. Quem o Renato optar, vai servir. Está todo mundo muito focado, com o mesmo intuito, a mesma vontade, fazer um bom resultado para continuar firme na nossa busca pela classificação” (Cortez)

No entanto, recentemente, circulou a informação de que a posição era “reservada” para Alisson. A intenção pode ser retomada agora com o retorno do meia. Justamente porque tem a capacidade de articular, chegar na área adversária e também proteger o lateral direito. O treino de segunda reforça ainda mais esta possibilidade.

Thaciano foi novidade na escalação na goleada sobre o Juventude, nas quartas do Gauchão, e alternou a posição com Matheus Henrique naquela partida. Ganhou muitos pontos recentemente e também pode dar mais consistência por ali, como Montoya, contratado justamente para o setor.

Mesmo após os treinos fechados, a decisão virá nesta terça-feira no Chile. Renato geralmente passa a equipe titular em conversas com o elenco para ajustar as movimentações no vídeo, marcado para as 13h40, antes do treino nas instalações da Universidad de Chile. O clube gaúcho não irá reconhecer o gramado do estádio da Católica.


Comentários