O esforço exigido na partida contra o Libertad, na Libertadores, pode desfalcar o Grêmio no clássico de domingo, pelo Gauchão. Michel foi ao chão várias vezes com cãibras. Marinho chegou a ser carregado por membros da comissão técnica para deixar o gramado da Arena. Desgastes musculares que podem custar a eles a presença no Gre-Nal 418.

Na quarta-feira, eles sequer treinaram. Na quinta, apenas correram em torno do campo do CT Luiz Carvalho. Mesmo que não estejam cortados oficialmente e ainda possam atuar, a preservação de ambos pode fazer com que Renato promova algumas mudanças táticas nas duas posições e fuja do óbvio na hora de escalar os substitutos.

– É um pouco de tudo. O Michel não jogou a última partida (contra o São José). Fez trabalhos diferentes. É importante na saída de bola. Marinho correu bastante. É inicio de temporada. Aos poucos vão adquirir a melhor forma – comentou Renato após a derrota para o Libertad.

Quem entra no lugar de Michel?

Matheus Henrique é o nome mais forte para a posição, caso Michel não tenha condições de jogo. A disposição para versatilidade agrada ao treinador, que colocou-o como lateral-direito contra o São José e substituto de Luan na partida com o Rosario Central.

Matheus Henrique tem o apoio de parte da torcida para ser escalado — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Matheus Henrique tem o apoio de parte da torcida para ser escalado — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Neste caso, forçaria Maicon a ser o primeiro homem do meio-campo. Além de aumentar a sustentação defensiva por seu vigor, Matheus acrescenta qualidade nos passes e triangulações no ataque.

Além disso, conta com a atuação abaixo da média de Rômulo na Argentina. O volante é a escolha mais simples, pois mantém as características de Michel à frente da área. Pode entrar no time se Renato desejar imprimir mais força na contenção dos ataques colorados.

E na vaga de Marinho?

Renato destacou após o jogo da Libertadores que Marinho tem características diferentes de Ramiro, o titular na posição nas temporadas anteriores. Talvez por isso escolha Montoya para atuar na meia direita, já que o argentino tem valências defensivas mais evidentes do que o concorrente. Além disso, sabe chegar no ataque e pode jogar nas costas de Iago. Tem dois gols neste Gauchão pisando na área adversária.

Ao mesmo tempo, a qualidade de Diego Tardelli pode colocá-lo na posição. Ele já disse que se sente à vontade em qualquer uma das quatro posições do ataque. Mesmo que não seja tão marcador, pode ajudar na recomposição e trocar eventualmente de lugar com Luan na armação.

Diego Tardelli tem polivalência nas posições de frente — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Diego Tardelli tem polivalência nas posições de frente — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

– Entrei nestes últimos dois jogos. No primeiro, fiz uma função mais de trás, que gosto muito, mas preciso estar bem fisicamente. Pela beirada, também, gosto bastante de me movimentar. Hoje, pelo treinamento, fiz a função que o Vizeu e André vêm fazendo. Uma função que não gosto também, de ficar lá na frente, mas pelo meu momento, meu porte físico, por não estar bem, desagasta menos – comentou Tardelli após o treinamento de quarta-feira.

Outros dois reservas que atuam pelo lado correm por fora: Pepê e Alisson. O segundo se recuperou de uma lesão muscular, mas ainda foi relacionado. Pesa contra ele a falta de ritmo de jogo. Já Pepê é o artilheiro do Grêmio no Gauchão com quatro gols – o mesmo número de Marinho. O que depõe contra ele é a falta de experiência para uma partida do tamanho do Gre-Nal.

O provável time do Grêmio para o clássico deve ter: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel (Matheus Henrique ou Rômulo) e Maicon; Marinho (Montoya), Luan e Everton; Felipe Vizeu (Diego Tardelli). O duelo está marcado para as 19h de domingo, na Arena. O Tricolor é líder do Campeonato Gaúcho com 23 pontos.


Comentários