Por Giovani Mattiollo
- Às 13:17
4

Foto: Tomas Hammes

Se faltou ritmo de jogo, sobrou dedicação. Mesmo sem o melhor entrosamento, Diego Tardelli começou a mostrar credenciais para iniciar um novo ciclo na carreira, agora pelo Grêmio. Os torcedores presentes na Arena, na noite deste sábado, viram um atacante com intensa movimentação, posicionado na função do camisa 10 e que promete ser um dos principais jogadores do time. O atleta estreou na vitória do Grêmio por 3 a 0 sobre o São José-RS, pelo Gauchão, e passa a ser opção para Renato Gaúcho.

Aos 15 minutos do segundo tempo, o Tricolor já fazia 2 a 0 sobre os visitantes, quando Renato chamou o atacante, que aquecia atrás do gol de Julio César. Enquanto recebia as instruções, a torcida percebeu que estava prestes a entrar e explodiu.

Após a partida, comentou sobre a primeira impressão e pediu paciência ao torcedor. Não atuava desde 30 de novembro, mas foi o suficiente para reduzir a ansiedade.

– Ansiedade desde minha chegada, que esperava por este momento. Queria ter feito mais, quem sabe um gol, mas é assim mesmo. O torcedor tem paciência, eu estava há três meses sem jogar. Adquirir forma física e aguentar o quanto der – disse.

Como Tardeli jogou?

Tardelli entrou na vaga do volante Darlan e começou centralizado na trinca de meias. Buscou organizar as jogadas, assim como Jean Pyerre fazia. Porém, não se restringiu a tal função. Caiu pelos lados, apareceu para os companheiros em busca de um passe ou tabela, principalmente com Jean e Pepê.

O camisa 9 participou do gol de André, no final da partida. Após tabelar com o parceiro, Pepê rolou para o próprio André para estufar as redes do goleiro Fábio. Nos acréscimos, Thonny Anderson fez boa jogada, a defesa do São José-RS falhou, mas Tardelli não alcançou.

Zoação de Renato

Renato Gaúcho pediu calma com Tardelli — Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG

Renato Gaúcho pediu calma com Tardelli — Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG

Renato teve uma linha de pensamento semelhante ao do pupilo. Lembrou que o longo tempo parado faz Tardelli precisar de uma atenção especial. A ideia é a cada jogo ganhar um pouco mais de tempo em campo.

Admirador do futebol do camisa 9, tanto que foi o idealizador da contratação, Renato elogiou as virtudes de Tardelli, mas não perdeu a chance de brincar com o reforço.

– Quanto ao Tardelli, tenho que tomar um pouco de cuidado pois está há um bom tempo sem jogar. Na China é diferente até o treinamento. Botar bem a parte física e soltar aos poucos. É um jogador diferenciado, que tem muita qualidade, mas tem que ir com calma. Em breve estará no mesmo ritmo e será muito importante. Entrou e mostrou porque veio para cá. Tardelli não tem pressão de usar a 9. A 7 que é a pesada – brincou, em alusão ao número que vestia.

“Tardelli não tem pressão de usar a 9. A 7 que é a pesada” (Renato)

O camisa 9 agora tem os treinos de domingo e segunda para convencer Renato a receber mais uma oportunidade nesta terça. Na ocasião, o Grêmio recebe o Libertad na Arena em busca da primeira vitória na Libertadores. Quem sabe Tardelli não entra, faz seu primeiro gol e alegra os fãs? A resposta sairá a partir das 21h30.


Comentários