Os planos do Grêmio para 2017

Folha de R$ 7 milhões e 40 jogadores

Por Giovani Mattiollo
- Às 06:21
236
Foto: Lucas Uebel

A temporada 2017 começa oficialmente para o Grêmio nesta quinta-feira (12), com a reapresentação do grupo de jogadores. E com a volta aos trabalhos, o clube deflagra seus planos de ter entre 36 e 40 jogadores à disposição de Renato Gaúcho. Todos dentro de uma folha salarial orçada em R$ 7 milhões.

O recomeço dá duas leituras ao Grêmio. Uma lembra que a base foi mantida após a conquista da Copa do Brasil – nenhum jogador saiu.

A outra aponta que os reforços foram poucos e dois deles chegaram a desembarcar em Porto Alegre, mas não assinaram.

Na visão da cúpula, o Grêmio tem um time pronto e precisava apenas sanar carências do grupo. Com duas lacunas especiais a serem preenchidas: na zaga e no ataque. Para este espaço, quatro reforços deverão ser contratados.

Wallace Oliveira, Fernandinho e Henrique Almeida são aguardados, mas dificilmente ficará no Grêmio para o decorrer da temporada. Maxi Rodríguez e Yuri Mamute, que voltam de empréstimos, serão reavaliados.

Enquanto os testes físicos e clínicos estiverem sendo aplicados, o Grêmio definirá como será dividido o grupo de atletas. Com a ideia de usar entre 36 e 40 jogadores, o clube poderá colocar vários atletas no chamado grupo de transição com a ideia de não prejudicar a qualidade dos treinamentos.

A certeza existe em relação à folha salarial. O Grêmio projeta gasto de R$ 7 milhões/mês com o grupo de jogadores.

Para ajudar nesta conta, o clube deve promover até quatro nomes do time que jogou a Copa São Paulo de Futebol Júnior até o começo da semana. Além disso, o perfil de reforços será mantido. Defensores do mercado nacional, atacantes vindos de fora.

Fonte: UOL

Veja também
Comentários