Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Renato Gaúcho olha para o returno do Brasileirão com perspectiva de subir na tabela para brigar pelo topo. Mas o duelo com o Santos, neste sábado, às 21h, na Vila Belmiro, pela 20ª rodada, terá reflexos no Grêmio preparado pelo treinador para os confrontos decisivos com o Flamengo, pela semifinal da Libertadores. E graças a Maicon.

Recuperado de lesão muscular, o volante afirmou que será relacionado para o duelo do fim de semana. E abre disputa com Michel para retomar sua vaga ao lado de Matheus Henrique no meio-campo gremista para o confronto com os cariocas, em 2 de outubro, na Arena.

Maicon não atua desde a vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras no Pacaembu, pelo jogo da volta das quartas de final da Libertadores, em 27 de agosto. Na ocasião, sentiu o problema na panturrilha direita ainda no primeiro tempo e foi substituído por Rômulo.

Mas o meio-campista abriu a semana já de volta aos trabalhos, assim como Kannemann, e disse que vai para o jogo diante do Santos. Mesmo assim, deixou no ar sobre a presença como titular ou no banco de reservas.

“Importante é que estou bem, voltei a treinar essa semana. Já vou para o jogo no sábado. Se o professor Renato precisar, estou à disposição” (Maicon)

Números respaldam retorno

Maicon tem os números ao seu lado para incentivar o retorno ao posto no meio-campo. O Grêmio tem 66,6% de aproveitamento nos 29 jogos em que ele esteve em campo na temporada. O rendimento cai para 56,5% sem o camisa 8 (veja abaixo).

Grêmio em 2019

Com Maicon Sem Maicon Total
29 jogos 23 jogos 52 jogos
17 vitórias 10 vitórias 27 vitórias
7 empates 9 empates 16 empates
5 derrotas 4 derrotas 9 derrotas
56 gols feitos 31 gols feitos 87 gols feitos
17 gols sofridos 15 gols sofridos 32 gols sofridos
66,6% de aproveitamento 56,5% de aproveitamento 62,1% de aproveitamento

Sem Pedro Geromel, Maicon retomará até a braçadeira de capitão, enquanto o zagueiro se recupera de lesão muscular. Sua ausência foi sentida na eliminação para o Athletico-PR, na semifinal da Copa do Brasil.

– Me machuquei no momento que não podia, decisão de Copa do Brasil. Mas faz parte. Estamos sujeitos a isso. Importante é que estou bem, voltei a treinar essa semana. Já vou para o jogo no sábado. Se o professor Renato precisar, estou à disposição – afirmou Maicon na festa oficial de comemoração dos 116 anos do Grêmio, na noite de quinta-feira.

A ausência foi admitida pelo próprio Renato. Na entrevista após a queda, o técnico afirmou que sua equipe sentiu falta do volante e de Everton, desfalques na Arena da Baixada. O Tricolor perdeu por 2 a 0 e amargou a eliminação nos pênaltis, após ter construído vantagem pelo mesmo placar no duelo de ida, na Arena.

– (O Grêmio) Sentiu muita falta do Maicon e do Everton. São dois jogadores fundamentais no nosso esquema de jogo – disse Renato, à época.

O provável Grêmio para pegar o Santos tem: Paulo Victor; Galhardo, David Braz, Kannemann e Cortez; Matheus Henrique, Michel (Maicon), Alisson, Jean Pyerre e Everton; Tardelli

A disputa com Michel pela titularidade também significa um duelo de estilos. Maicon costuma ser o armador da equipe, com o refino no passe e a visão de jogo como armas para construir as jogadas de ataque. O “rival” na posição é jogador de mais imposição física e poder de marcação.

Tudo isso, porém, ainda será avaliado por Renato. O Grêmio volta a treinar na manhã desta sexta-feira e viaja à tarde rumo à Baixada Santista. O Tricolor enfrenta o Santos no sábado, às 21h, na Vila Belmiro, pela 20ª rodada do Brasileirão. Ocupa a oitava colocação, com 28 pontos.



Veja também