Por Giovani Mattiollo
- Às 06:30
3

A goleada do Grêmio sobre o Cruzeiro no último domingo apresentou alguns protagonistas. Mas Everton teima em se repetir como destaque do time. Com dois gols, o Cebolinha chegou aos 18 na temporada, 15 deles pelo clube gaúcho.

Mesmo mais visado pelos zagueiros, como ele mesmo admite, está a apenas uma bola na rede de igualar o número alcançado durante todo 2018, seu próprio recorde desde que virou profissional.

No ano passado, foram 19 gols em 51 partidas com a camisa gremista. Nesta temporada, são 15 em apenas 39 jogos. A conta fecha com três gols em 10 compromissos pela Seleção, entre Copa América e amistosos. A média do Cebolinha se mantém acima dos 0,35 gols por partida.

– Fico feliz, a cada ano procuro melhorar a meta. Ano passado fiz 19 gols, agora já estou com 15 (pelo Grêmio), na metade do campeonato. Espero fazer mais e ajudar a equipe – apontou Everton depois da vitória sobre o Cruzeiro

Números de Everton

  • 2018: 19 gols em 51 jogos pelo Grêmio
  • 2019: 18 gols em 49 jogos (Grêmio e Seleção)

O grande momento de Everton já não é mais novidade. Mas ele consegue manter uma linha de crescimento nos seus números. Além de estar perto de igualar o número de gols, anotou três vezes em 2019 dois gols em uma mesma partida: Cruzeiro, Libertad e Avenida. Mesma quantidade de 2018, quando balançou a rede duas vezes contra São Paulo, Cerro Porteño e Brasil de Pelotas.

O sucesso na Seleção colocou um holofote diferente no atacante, também alvo de clubes europeus durante a janela de transferências. Os marcadores se multiplicam, mas ainda assim o atacante tem conseguido superar os obstáculos rumo ao gol adversário.

– Quando um clube vem jogando bem, as equipes procuram estudar com mais atenção. Comigo tem sido assim. Sempre mais atenção em cima de você, nas suas jogadas, com um homem a mais na marcação. Mas graças a Deus venho conseguindo passar mais esse obstáculo – comemora o Cebolinha.

“Meu sonho é jogar na Europa, independente do país. Nada certo. Teve algumas procuras, mas estou com a cabeça focada para ajudar minha equipe” (Everton)

A importância de Everton ficou bem evidente na derrota para o Athletico, na semifinal da Copa do Brasil, quando o atacante estava suspenso. O técnico Renato Gaúcho, que não costuma adotar este expediente, admitiu a falta do camisa 11 e de Maicon para manter o nível do time.

O Grêmio volta aos treinamentos na tarde desta terça-feira após um dia de folga. O próximo compromisso será contra o Goiás, às 16h de domingo, na Arena.


Comentários