Por Giovani Mattiollo
- Às 19:31
4

Matheus Beck

Grêmio manterá o revezamento do elenco nesta temporada. O plano é manter ambos os times, titular e alternativo, entrosados e com ritmo de jogo para enfrentar as dificuldades que o calendário brasileiro impõe. Adepto deste planejamento desde o ano passado, o lateral Léo Moura acredita que o clube tenha um grupo qualificado para sustentar esta ideia em 2019.

O jogador acredita que o elenco gremista está altura dos principais candidatos do futebol brasileiro e mira mais títulos na temporada. Conforme ele, a alternância de equipes é essencial para manter a competitividade em quatro competições – Gauchão, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão.

– Não tem como jogar as competições com o mesmo time. O treinador é experiente e sabe quando botar cada equipe. O Grêmio tem um plantel muito forte, pode fazer isso – avalia o lateral.

Em 2018, Léo Moura revezou com Leonardo conforme viagens e competições. Enquanto ele atuava em casa nas partidas em que o Grêmio precisava propor o jogo, Gomes viajava para os jogos fora da Arena, quando o desgaste físico era maior. A tendência é que o sistema se repita em 2019, com o mais experiente sendo preservado no começo do Gauchão. Terá tempo para “encher o tanque”, com melhor recuperação.

– Falo sempre para o Renato: quando entrar em campo, quero entrar para decidir, para fazer a diferença. Quando entro com o tanque cheio, certamente vou fazer a diferença – garante. – Não posso ficar jogando todos os jogos, porque o desgaste é grande. Chegamos a este consenso com a preparação física. Ano passado deu certo e espero que neste ano também.

Inspiração em em Arce

Para que os reservas não percam a motivação e se acomodem com o planejamento, Léo Moura usa outro ídolo gremista na posição como inspiração, até para servir de exemplo aos mais jovens. No caso, se espelha no lateral paraguaio Arce, multicampeão pelo clube na década de 90, e que também fez sucesso no Palmeiras.

– Quando fui para o Palmeiras, tinha o Arce, que jogava ali. Foi um cara que me ajudou muito. Procuro fazer o mesmo aqui com o Léo (Gomes) e o Madson, passar minha experiência. São dois jogadores promissores. O Leonardo tem tudo pra se tornar um grande lateral. Até porque tem muita dificuldade de achar laterais direitos. Procuro colocá-lo pra cima pra aproveitar as oportunidades e crescer no Grêmio, que o time vai ganhar muito – afirma.


Comentários