Por Giovani Mattiollo
- Às 12:04
4

Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Cheio de desfalques e com jogadores desgastados pelos confrontos intensos contra o River Plate pela Libertadores, Renato precisou recorrer aos garotos no jogo do último sábado contra o Atlético-MG, no Independência, pelo Brasileirão. Jean Pyerre e Matheus Henrique ganharam uma chance juntos no meio-campo e não só corresponderam como geraram boa expectativa o final do ano e a próxima temporada.

Bem protegidos por Michel, a dupla oxigenou o setor com passes curtos e intensidade na movimentação. E os números estão aí para provar. Conforme as estatísticas da TV Globo, Jean Pyerre teve 100% de acerto nos passes, com 29. Já Matheus Henrique foi o maior passador do time, com 35 passes certos e dois errados (95% de precisão).

Jean Pyerre ainda teve participação direta no gol da vitória por 1 a 0 ao cobrar o escanteio que resultou no gol de Geromel e também contribui com uma finalização. Já Matheus Henrique mostrou o controle de bola que renderam a ele comparações com Arthur. O desempenho recebeu elogios de Renato Gaúcho. Segundo o treinador, os garotos ainda estão sendo “lapidados” para o futuro.

Matheus Henrique em ação contra o Atlético-MG — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Matheus Henrique em ação contra o Atlético-MG — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

– Foram muito bem. A gente tem soltado esses garotos, vem lapidando, dando continuidade. Eles têm se destacado, às vezes é normal cometerem algum tipo de erro. Mas no mais eles foram muito bem. Não só eles, como o restante da equipe. Coloquei sangue novo porque a equipe vem bastante desgastada. A gente precisa mudar algumas peças, não é porque eram garotos. Eles vêm treinando bem, vêm recebendo a oportunidade e dando conta do recado. Ficou contente porque a gente põe para jogar e a camisa não pesa. Eles vão lá e dão conta do recado – exaltou o treinador.

Não é de hoje que a dupla ganha espaço dentro do elenco tricolor. Basta lembrar que ambos foram as opções de Renato para as trocas na lista de inscritos na Libertadores, antes do confronto das quartas de final contra o Atlético Tucumán. Tratado como joia das categorias de base desde cedo, Jean Pyerre chegou a subir para o grupo profissional em 2017, mas só agora, com 20 anos, começa a deslanchar. Já soma sete partidas no Brasileirão.

– Me senti muito tranquilo. Todo mundo nos deu confiança antes do jogo. Me senti muito tranquilo e isso foi muito bom para mim – disse o meia no desembarque da delegação em Porto Alegre, neste domingo.

Os números dos garotos contra o Atlético-MG

Jean Pyerre Matheus Henrique
Desarmes 2
Finalizações 1
Faltas cometidas 2 1
Faltas recebidas 4 1
Passes certos 29 35
Passes errados 2
Roubadas de bola 2

Matheus Henrique, por sua vez, teve os direitos econômicos adquiridos pelo Grêmio recentemente e o contrato renovado até 2022. Também com 20 anos, tinha vínculo com o clube gaúcho só até o final do ano, por empréstimo do São Caetano. Se destacou na equipe de transição que disputou as primeiras rodadas do Gauchão e foi chamado por Renato para o grupo principal. Já disputou sete partidas no Brasileirão, com um gol marcado.

Um deles ou até mesmo ambos, porém, devem perder lugar no próximo jogo contra o Vasco, domingo, na Arena. De fora contra o Atlético-MG, Maicon e Cícero devem estar à disposição de Renato. O elenco gremista ganha folga nesta segunda-feira e se reapresenta para trabalhos na tarde de terça. Eliminado da Libertadores, tem como objetivo garantir uma vaga no G-4 do Brasileirão – é o atual quinto colocado, com 55 pontos, a dois do quarto, o São Paulo.


Comentários