Por Giovani Mattiollo
- Às 06:34
5

Foto: Eduardo Moura

Manchester City quer comprar Everton na janela de verão europeia e entrou na briga com o Milan pelo atacante do Grêmio. É o que noticia nesta terça-feira a edição online do jornal inglês The Sun.

O texto diz que o time italiano foi o primeiro a manter conversas com o agente de Everton e sinalizou com um acordo rápido. Os Citizens, porém, teriam entrado em contato com o Grêmio nos últimos dias e estariam dispostos a superar uma eventual oferta dos italianos pelo atacante, comparado a Gabriel Jesus pela publicação.

O jornal cita ainda que a multa rescisória de Everton é de 90 milhões de libras, mas que o Grêmio aceitaria metade desse valor para negociar o jogador: 45 milhões de libras (R$ 226 milhões), na cotação atual.

O valor real da multa do camisa 11, porém, gira na casa dos 80 milhões de euros (R$ 347 milhões). O Grêmio diz que aceita iniciar negociações por metade disso, 40 milhões de euros (R$ 173 milhões).

– Se aparecer alguém com uma proposta dessas, a gente começa a conversar. Não que tenha que aceitar, mas pode ser o começo de uma negociação. A hora que vier efetivamente, a gente senta e negocia – disse recentemente o diretor Deco Nascimento ao GloboEsporte.com.

Não é de hoje que o nome de Everton é ligado ao Manchester City. Desde o ano passado, o clube inglês mantém contatos com o estafe do jogador, mas até o momento não abriu tratativas ou apresentou qualquer proposta oficial ao Grêmio.Já o interesse do Milan é mais recente. O clube italiano é próximo de Gilmar Veloz, agente de Everton. O empresário era quem cuidava da carreira de Alexandre Pato quando o atacante foi para o clube italiano em 2007 e tem boa relação com Leonardo, diretor técnico do clube rossoneiro.

No mês passado, o jornal italiano italiano “La Gazzetta dello Sport” noticiou que Everton é o primeiro nome da lista de jogadores brasileiros pretendidos pelo Milan.

Após participar do amistoso da seleção brasileira contra a República Tcheca, no fim do mês, o próprio atacante admitiu em entrevista à TV italiana o contato do Milan e ainda se mostrou aberto a uma possível parceria com Lucas Paquetá, companheiro na seleção.


Comentários