Por Giovani Mattiollo
- Às 06:29
5

Lucas Bubols

Independiente insiste na contratação do zagueiro Kannemann, do Grêmio. O clube argentino apresentou uma nova proposta ao Tricolor para levar o defensor da Arena, no valor de US$ 6 milhões (cerca de R$ 22,3 milhões, na cotação atual). Por sua vez, a direção gremista nega ter recebido oferta oficial e fechas as portas: diz que o atleta somente sai pela multa, de US$ 20 milhões (R$ 85,4 milhões).

No Grêmio, Kannemann é tratado como “inegociável”. Em dezembro do ano passado, a direção estendeu vínculo com o argentino até 2022 e valorizou o atleta – o que aumentou a multa rescisória.

– Se não for pela multa, a chance dele sair é zero – disse uma fonte consultada pelo GloboEsporte.com.

O Independiente também teria procurado os representantes do jogador e oferecido salários em patamares superiores aos que ele recebe atualmente no Grêmio, segundo a imprensa argentina. Os dirigentes do Rojo, como o clube argentino é conhecido, esperam uma resposta da direção gremista.

Outro clube argentino, o Boca Juniors, também tentou a contratação do jogador no início do ano. Em entrevista à rádio Continental, de Buenos Aires, o presidente do clube, Daniel Angelici, disse que chegou a ligar para o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, para tratar da negociação. Recebeu uma negativa logo de cara e sequer apresentou proposta.

– Eu liguei para o presidente (do Grêmio), já que tenho uma boa relação, e ele me disse que é intransferível. Por isso, não mandei nenhuma proposta – declarou Angelici.

Kannemann está desde 2016 no Grêmio e participou das conquistas da Copa do Brasil, Libertadores, Recopa Sul-Americana e Gauchão. O sucesso ao lado de Geromel na zaga também o levou à seleção argentina no ano passado. A dupla, aliás, figurou na seleção dos melhores jogadores da Copa Libertadores do ano passado.


Comentários