“Imparável”, Everton encanta com novas marcas pelo Grêmio às vésperas do fechamento da janela

Atacante do Grêmio ganha destaque na Fifa e na Conmebol, vira terceiro maior artilheiro do clube na Libertadores e aguarda até a segunda-feira para ouvir propostas da Europa

29 de agosto de 2019 - Às 06:26

O desempenho de Everton com a camisa do Grêmio não para de encantar o mundo do futebol. Depois da artilharia e o título pelo Brasil na Copa América, o atacante voltou a brilhar no jogo que classificou a equipe à semifinal da Libertadores, diante do Palmeiras, na última terça-feira. Ganhou status de “imparável” pela Conmebol e destaque na Fifa.

Só que o fechamento da janela de transferências para as principais ligas europeias se aproxima. E os tricolores passam a temer uma nova investida pelo Cebolinha. Na Alemanha, França, Itália e Espanha, os times poderão realizar contratações até a noite da próxima segunda-feira.

No Pacaembu, Everton marcou o gol de empate e iniciou a jogada da virada com direito a fila sobre os adversários. Chegou a 10 bolas na rede pela competição continental e igualou Rodrigo Mendes, no terceiro lugar da artilharia histórica tricolor. Somente o colega Luan (12) e Jardel (16) estão a sua frente.

De acordo com as estatísticas da Conmebol, Everton driblou 10 jogadores do Palmeiras no duelo em São Paulo. Ao todo na competição, soma 51 fintas sobre marcadores, pelo menos 22 a mais que qualquer outro atleta.

Já a Fifa chamou-o pelo apelido traduzido ao inglês (“Little Onion”)para dizer que levou os gremistas às lágrimas de alegria depois de deixar cinco rivais para trás no lance do gol de Alisson.

Sem propostas

Nem mesmo o atacante tinha certeza se voltaria viver noites como a de terça pelo Grêmio. Afinal, semanas atrás era campeão da Copa América pelo Brasil e experimentava o gosto de mais um sonho realizado. Dessa vez, está no caminho para repetir o sabor de outro título pelo Tricolor, seja em Libertadores ou Copa do Brasil.

– Talvez algum momento a gente chega a duvidar. Teve uma certa oscilação. Mas sabia da qualidade do elenco, da confiança que me passam, de todos que estão aqui. Graças a Deus pude ajudar nossa equipe – comentou Everton.

Os últimos anos – e principalmente os meses mais recentes – colocaram Everton como alvo de clubes europeus. O presidente Romildo Bolzan Júnior conta que seu telefone não para de tocar, mas não acredita numa negociação para a saída do atacante até a próxima segunda.

– Até agora não temos nada pelo Everton. Contamos com ele. Não acredito que saia negócio, acho difícil. Embora continue a quantidade de telefonemas, quase que chato. Se tiver proposta que atenda os interesses do Grêmio e do jogador, vamos examinar. O jogador sabe disso. A gente posiciona ele, tem essa relação de confiança em tratativas – esclareceu o presidente.

Até o momento, a única proposta oficial por Cebolinha veio da China. O Beijing Guoan queria o empréstimo do atacante, mediante pagamento de 5 milhões de euros e uma opção de compra de 39 milhões de euros ao final deste período. O Grêmio não aceitou o negócio.

A vibração de Everton após a classificação no Pacaembu — Foto: Marcos Riboolli

A vibração de Everton após a classificação no Pacaembu — Foto: Marcos Riboolli

Everton tem 50% dos seus direitos ligados ao clube. Do restante, 30% pertence ao empresário Gilmar Veloz, que não representa mais o atacante, 10% são do Fortaleza e outros 10% do empresário Celso Rigo, parceiro do Tricolor em outros negócios.

Se o presidente crê na permanência de Everton, fica a dúvida se o atacante estará em campo no sábado, contra o São Paulo, pelo Brasileirão. Afinal, recebeu o terceiro cartão amarelo no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, diante do Athletico, e não poderá atuar na decisão da próxima quarta.



Veja também