Grêmio recusa proposta do Milan por Everton

Oferta abaixo dos 30 milhões de euros não agradou o clube gaúcho

30 de agosto de 2019 - Às 17:42

Nos últimos dias antes do fechamento da janela de transferências para as principais ligas da Europa, o Grêmio recusou uma proposta do Milan por Everton. O valor oferecido pelo clube italiano foi abaixo dos 30 milhões de euros (cerca de R$ 136 milhões, na cotação atual) e foi considerado baixo.

O atual diretor de futebol do Milan, Pablo Maldini, fez contato com o executivo Klauss Câmara e enviou a proposta por e-mail. O executivo repassou a oferta ao presidente Romildo Bolzan, mas os valores oferecidos não agradaram.

A ideia do Milan era contratação imediata, com parcelamento no pagamento. Os dirigentes do Grêmio procurados pela reportagem não retornaram os contatos.

O Milan procura um atacante no mercado. Segundo a imprensa italiana, Angel Correa, do Atlético de Madrid, é o principal alvo. Coincidentemente, o clube espanhol também sondou recentemente o Grêmio por Cebolinha. Brahim DiazMariano Diaz e James Rodriguez, do Real Madrid, e De Paul, da Udinese, são outros nomes analisados. 

Antes, o Grêmio recusou uma oferta do Beijing Guoan, da China, por Cebolinha. O clube asiático queria o empréstimo do atacante, mediante pagamento de 5 milhões de euros e uma opção de compra de 39 milhões de euros ao final do período. O Grêmio não aceitou o negócio.

A janela de transferências para times da Alemanha, França, Itália e Espanha fecha no próxima segunda-feira, dia 2.

Everton tem 50% dos seus direitos ligados ao clube. Do restante, 30% pertence ao empresário Gilmar Veloz, que não representa mais o jogador, 10% são do Fortaleza e outros 10% do empresário Celso Rigo, parceiro do Tricolor em outros negócios.

Artilheiro do Grêmio na temporada, com 13 gols, Cebolinha foi o principal nome do time na classificação para as semifinais da Libertadores, contra o Palmeiras. O camisa 11 marcou um gol e fez a jogada que resultou no gol de Alisson na vitória por 2 a 1, no Pacaembu.



Veja também