Por Giovani Mattiollo
- Às 06:28
5

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

A atuação apática diante do Universidad Católica foi admitida por todos os jogadores que estiveram em campo pelo Grêmio, no Estádio San Carlos de Apoquindo, no Chile. Os atletas reconheceram os erros que levaram à derrota por 1 a 0, que deixam o Tricolor na terceira colocação do Grupo H da Libertadores. Agora, focam em três atuações impecáveis nos próximos três jogos para tentar a classificação às oitavas de final.

– A gente está cometendo erros bobos na competição. A primeira fase é tiro curto – alerta Everton. – Se não colocarmos a cabeça no travesseiro e repensar, vamos nos prejudicar para o restante da competição. Agora é vida ou morte – sentencia.

O Cebolinha fez autocríticas e reconheceu que o time todo esteve abaixo da média das atuações das últimas temporadas. Não apenas individualmente, mas, segundo ele, o Grêmio não conseguiu se manter organizado como equipe e permitiu o crescimento da Católica.

– Fomos muito passivos. Deixamos fugir nossa característica do toque de bola, de envolver o adversário, na Arena ou fora de casa. Temos que focar totalmente agora porque, se bobearmos, vamos ficar fora – aponta.

Jogadores da Universidad Católica comemoram vitória — Foto: Eduardo Moura / GloboEsporte.com

Jogadores da Universidad Católica comemoram vitória — Foto: Eduardo Moura / GloboEsporte.com

A última vez que o Grêmio caiu na fase de grupos foi em 1990. De lá para cá, foram 14 edições em que o Tricolor ao menos passou às fases de mata-mata. Com apenas um ponto, precisa vencer as próximas três partidas para chegar a 10 e garantir a pontuação suficiente para se classificar.

– A gente veio com um proposito para cá. Acabamos levando um gol por uma bobeira nossa – avalia o goleiro Paulo Victor, que segurou a derrota simples em um lance no fim do jogo. – Tem três jogos, dois deles em casa. Enquanto tiver essa possibilidade, vamos lutar até o final. A gente tem um grupo experiente, vencedor. Sabemos dessa possibilidade (de classificação) com as três vitórias e vamos buscar.

Para sonhar, o Grêmio precisa vencer o Rosario Central na próxima quarta-feira. A partida acontece na Arena, às 21h30. Depois, enfrenta o Libertad, no Paraguai, no dia 23, e recebe o Universidad Católica, na última rodada, em Porto Alegre, no dia 8 de maio.


Comentários