Por Giovani Mattiollo
- Às 12:26
1

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

Três jogos decisivos no intervalo de uma semana. O Grêmio tem a oportunidade de manter viva a chance de avançar na Libertadores e de ganhar o título gaúcho em cima do maior rival. Mas também há a possibilidade de ficar sem uma coisa nem outra. O Tricolor andará em uma linha tênue entre a alegria e a decepção nos próximos dias. A começar por amanhã, quando recebe o Rosario Central, na Arena, pela Libertadores da América. Neste período, os jovens devem ganhar chances de ajudar o Tricolor nesta situação difícil.

Apesar de o técnico Renato Portaluppi negar que haja crise no clube, é possível dizer que o quadro é preocupante com a situação do time no Grupo H do torneio sul-americano. “É um momento tenso, sim. Mas o Renato sempre fala que é preciso acreditar. Vamos fazer o nosso papel, passo a passo buscar essa classificação”, destaca Matheus Henrique.

O jovem volante parece ter convencido o treinador de que merece um lugar na equipe titular amanhã. Assim como Jean Pyerre, que entrou na vaga de Luan e deve ganhar continuidade diante do Rosario Central. “Temos que entrar focados nos 90 minutos, não pode ter desatenção. É estar ligado, ter agressividade e, quando aparecer a oportunidade, matar o jogo”, diz Jean Pyerre.

O time pode ter ao menos três mudanças em relação àquele que foi derrotado pela Universidad Católica na semana passada. Além das entradas de Matheus Henrique e Jean Pyerre nos lugares de Michel e Luan, o meia-atacante Alisson é outro que está ganhando a posição ocupada por Montoya no Chile. Nas laterais, Leonardo Gomes e Cortez, que não atuaram na vitória sobre o São Luiz, no domingo, devem retornar à equipe.

Diego Tardelli, que ontem treinou na mesma posição de Luan, corre por fora na concorrência com Jean Pyerre. “Ficamos felizes por tudo o que o professor falou (Renato disse ser fã de Jean Pyerre e Matheus Henrique em sua última coletiva) e pelo reconhecimento. Mas não podemos nos acomodar nisso. A pressão é natural no futebol, na hora certa a titularidade vai vir”, garante Jean Pyerre.

Os dois afirmam já ter a rodagem necessária para enfrentar um duelo decisivo pela Libertadores da América. “Do ano passado para cá, ganhei bastante experiência. Gauchão, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileiro, tudo isso te dá uma experiência, um aprendizado. Esse ano já está sendo bem diferente. Estou feliz com o meu rendimento, prova que o trabalho na semana está sendo bem feito”, completa Matheus Henrique.

O Grêmio faz hoje às 9h30min o último treinamento antes do confronto com o Rosario Central. A primeira parte do trabalho será fechada à imprensa.


Comentários