Por Giovani Mattiollo
- Às 06:25
5

A primeira apresentação dos titulares em 2019 foi aprovada com sobras. O 3 a 0 sobre o Juventude, na noite de segunda-feira, na Arena, levou o Grêmio à liderança do Campeonato Gaúcho, com sete pontos, e deixou alguns recados para Renato e sua legião de discípulos para a temporada que se inicia.

pressão ofensiva gerou os dois primeiros gols gremistas, anotados por Jael, o melhor em campo. Os lances envolveram pequenos grupos. No primeiro, Luan e Marinho. No segundo, Maicon, Everton e também Luan. Descontadas, claro, as carências do Juventude, atualmente na Série C do Brasileirão. As situações dão um recado para o ano quando a parte física estiver em dia.

– O forte do Grêmio é esse. O que mais cobro da minha equipe é brigar pela bola sem fazer falta. Roubamos duas bolas no campo adversário e fizemos dois gols. O que passo para eles é continuar sufocando o adversário. No momento que sufoca o adversário, ele não pensa, a probabilidade de ganhar é muito grande. É trabalhar em cima do erro. Mais uma vez deu certo – analisou Renato.

Jael e Maicon foram os destaques do Grêmio — Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Jael e Maicon foram os destaques do Grêmio — Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

falta de ritmo de jogo era latente. Seja em alguns erros de passes e até de leitura de jogada, seja com menos intensidade na partida. Em determinado lance, Everton dominou a bola no meio-campo e avançou lentamente. Fosse em outro momento, arrancaria rumo ao gol, como se fosse a corrida da sua vida. Mas é apenas janeiro, e as pernas pesam “100 quilos”.

– No começo do jogo, estávamos um pouco presos. Normal para começo de temporada. Depois encaixamos e o resultado veio naturalmente – justificou Everton.

– A gente ainda comete uns erros infantis que ao longo da temporada vamos corrigindo e acertando. Mas é bom acertar com vitória. Merecemos o resultado – disse o capitão Maicon.

A pressão no campo ofensivo deixa a lição que pode manter o clube na briga por todas as competições no ano. Quanto mais perto da área ocorrerem os desarmes, mais espaço Luan, Everton e companhia terão para criar. Não é exatamente uma novidade para este time, que mantém estilo e padrão desde 2016 e tem o jogo intenso como uma virtude. Mas tem que manter isso aí, viu?!

Pontos para Marinho e Jael

Marinho e Jael somaram pontos nas brigas por titularidade — Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Marinho e Jael somaram pontos nas brigas por titularidade — Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Outro recado para 2019 foi a atuação de Marinho. Depois de toda a polêmica com um vídeo divulgado das férias, o meia-atacante se mostra bem mais participativo no Tricolor. Contra o Juventude, também demonstrou que evoluiu na adaptação ao estilo de jogo gremista. Trocou passes com os companheiros e deixou o instinto driblador para as cercanias da área.

Terá uma potente concorrência pela frente, é verdade. Montoya foi contratado para atuar como meia pela direita, posição exercida por Ramiro nos últimos dois anos. O argentino ainda vai demorar para ter plenas condições físicas. Cabe a Marinho aproveitar.

A primeira partida de 2019 com os titulares também serviu muito para Jael. A briga pela camisa 9 gremista promete ser intensa após a chegada de Felipe Vizeu. E o Cruel larga logo com dois gols típicos de centroavante, no lugar onde deveria estar.

A tendência agora é por uma equipe reserva na quinta-feira, contra o São Luiz, mesmo na Arena. Assim, Renato poderá colocar os titulares no Centenário, em uma curta viagem para a Serra, contra o Caxias, adversário direto na briga pela liderança do Gauchão. A partida diante do time de Ijuí está marcada para as 21h15.


Comentários