Diante do Palmeiras, Grêmio desafia história para tentar seguir vivo na Libertadores

Tricolor busca primeira classificação na competição após perder a primeira partida dentro de casa

27 de agosto de 2019 - Às 12:16
Foto: Fabiano do Amaral

Contra o Palmeiras, na noite desta terça-feira, o Grêmio desafia a história para tentar seguir vivo na Libertadores. O Tricolor tenta avançar pela primeira vez após perder o primeiro jogo em casa nos mata-matas. No Pacaembu, contra o Palmeiras, na noite desta terça-feira, às 21h30min, precisa da vitória por ao menos dois gols para conseguir ir às semifinais da competição. Qualquer resultado de 2 a 1 em diante (3 a 2, 4 a 3, 5 a 4) serve para o time gaúcho. Caso vença por 1 a 0, a decisão da vaga vai para os pênaltis.

Em três oportunidades, o Grêmio perdeu o primeiro jogo de mata-mata de Libertadores em casa. E em todas elas, acabou eliminado. Foi assim na final de 1984, quando perdeu a decisão da competição para o Independiente. E a situação se repetiu nas oitavas de 2011 e 2016, quando foi derrotado em casa para o Universidad Catolica e para o Rosario Central, respectivamente, e não teve forças para reverter o cenário longe de casa.

Para tentar fazer isso pela primeira vez, o técnico Renato Portaluppi terá todo o grupo à disposição. O lateral esquerdo Cortez, a principal dúvida desde o jogo de ida, na derrota para o Palmeiras por 1 a 0, deverá aparecer entre os titulares. Ele treinou com bola normalmente na segunda-feira e viajou com o grupo para a partida. Assim, a tendência é que Renato repita a equipe que foi derrotada na Arena.

O volante Matheus Henrique concedeu entrevista coletiva e reconheceu que a derrota sofrida em Porto Alegre na terça-feira passada serviu como aprendizado para o time comandado por Renato Portaluppi. “A gente aprendeu que nem sempre quando a gente tem o controle da partida a gente vai ganhar. Isso foi uma lição pra gente daquela partida, pois na nossa concepção a gente teve um controle total. E a gente treinou bastante nestes dias para a gente furar o bloqueio (defensivo) do Palmeiras e fazer um jogo totalmente diferente amanhã”, afirmou o atleta, garantindo também que o Grêmio será mais agressivo no ataque nesta terça. “Não vamos mudar o nosso jeito de jogar, que é a forma de jogar desde que o Renato está no comando do time nestes três anos. Vamos procurar ser ainda mais ofensivo porque a gente está atrás no placar. Precisamos de um gol e de qualquer vitória para poder seguir adiante na competição. E com isso a gente vai ter de ser um pouco mais agressivo do que a gente foi na última partida”, ressaltou.

Palmeiras com desfalque importante 

Já o técnico Felipão tem uma ausência importante confirmada. Felipe Melo, expulso na Arena no jogo de ida, desfalca o Palmeiras. Assim, o treinador deverá repetir quase toda a equipe que enfrentou o Grêmio, com Thiago Santos no lugar do suspenso. O goleiro Weverton valorizou o fato de o Palmeiras estar disputando sua quarta edição seguida da Libertadores. Ele vê a equipe “no caminho” certo em busca do título da principal competição sul-americana. 

“Isso é um fato: quanto mais disputa, mais aprende, mais fica próximo de ganhar. O Palmeiras vem numa sequência boa. No ano passado saiu na semifinal, mas manteve o elenco. É importante sempre poder fazer gols fora nessa competição, e a gente está em um caminho bom, no caminho certo. Temos tudo para avançar para mais uma semifinal. Tem muito time capacitado, mas a disputa está aberta”, afirmou Weverton.

A expectativa é de estádio lotado para tentar empurrar o Palmeiras para mais uma semifinal de Libertadores em sua história. Todos os ingressos estão esgotados (inclusive os destinados à torcida visitante), e o Pacaembu deverá receber público superior a 35 mil pessoas.



Veja também