David Braz é apresentado pelo Grêmio e revela parceria antiga com Geromel: “Era o Pedrão”

Zagueiro mostrou conhecimento sobre o clube e também repetiu bordão do grupo para mostrar entrosamento: "É os guri"

11 de julho de 2019 - Às 19:23

Após quase 20 dias de treinos com o grupo, David Braz foi oficialmente apresentado pelo Grêmio após o treino desta quinta-feira, no CT Luiz Carvalho. O zagueiro chamou atenção em sua entrevista pelas informações na ponta da língua sobre o passado recente do clube, brincou com o bordão utilizado pelos jovens do grupo – “é us guri” – e revelou ter jogada na base com Pedro Geromel – ou Pedrão, como chamou o zagueiro.

O ex-companheiro de Braz nos tempos de garoto forma com Kannemann a dupla de zaga titular e idolatrada pela torcida do Grêmio, mas o reforço acredita terá chances com a sequência de partidas na temporada.

O zagueiro lembrou ter vivido situações semelhantes ao chegar a Flamengo e Santos e ter pela frente, respectivamente, as duplas Fábio Luciano e Ronaldo Angelim e Edu Dracena e Durval. Mas brigou e conquistou seu espaço nos dois clubes.

– Sei do desafio que tenho, destes dois ídolos, mas já passei por isso em outras equipes. É outro desafio aqui, é trabalhando que vamos conquistar o espaço. Sabendo da concorrência boa, não só Geromel e Kannemann, mas Paulo Miranda e Rodrigues já mostraram que têm condições de ser titulares. Vamos trabalhar para que o Grêmio esteja fortalecido na defesa – projetou.

David Braz recebe camisa do Grêmio de diretor Deco Nascimento — Foto: Eduardo Moura

David Braz recebe camisa do Grêmio de diretor Deco Nascimento — Foto: Eduardo Moura

Bem-humorado, Braz brincou que não falaria sobre suas características para não dar brechas futuras para críticas. Disse ter assumido a mesma postura na apresentação ao elenco, no jantar na concentração, outro motivo citado para não elencar suas qualidades. E acrescentou que chega para brigar por títulos.

– Vou falar que é mais um motivo do desafio, brigar por estas competições (Copa do Brasil, Libertadores e Brasileiro) que quero conquistar. Cheguei perto em outras equipes, mas quero conquistar Libertadores e Copa do Brasil. Venho para ser campeão também, como foi no Flamengo e no Santos. Quero ajudar de alguma forma, em campo ou fora – completou.

O sorriso fácil também veio junto com informações do passado recente do clube. Citou Werley, Barcos e Dudu, por exemplo, em uma questão sobre a importância de atletas experientes. E revelou que já foi companheiro de Geromel, ambos na base do Palmeiras.

– Eu acompanho, sou um cara ativo na internet, nas redes sociais. Na TV também, quando tenho tempo. Na Turquia o calendário era maravilhoso, conseguia ficar com a minha esposa e os filhos, conseguia acompanhar. Por isso que sei bastante coisa. E tenho as amizades aqui, contato com o pessoal, com Léo Moura, com o Geromel. Eu joguei com o Geromel na base do Palmeiras, era o Pedrão. Hoje é Geromel. Eu era só David. Sempre estávamos em contato pelas redes sociais ou telefone – revelou.

David Braz em sua apresentação pelo Grêmio — Foto: Eduardo Moura

David Braz em sua apresentação pelo Grêmio — Foto: Eduardo Moura

O zagueiro assina contrato por duas temporadas e chega para concorrer com Paulo Miranda como opção imediata para a dupla de zaga titular. Inclusive, pode estrear já no sábado, contra o Vasco, se Renato optar por preservar algum dos titulares. Kannemann, por exemplo, volta de lesão na coluna e ficou longo período sem treinar.

Paulista de 32 anos, David Braz começou a carreira nas categorias de base do Palmeiras e se destacou atuando pelo Santos. Seu último clube foi o Sivasspor, da Turquia, no qual soma 31 partidas e três gols marcados.



Veja também