Por Giovani Mattiollo
- Às 12:09
5

Foto: Eduardo Moura

O Grêmio vive uma situação complicada na Libertadores. Mas não vai se desesperar por isso. O lateral-esquerdo Bruno Cortez aposta na experiência do atual elenco gremista para superar a atual lanterna do Grupo H na decisão contra a Universidad Católica, nesta quinta-feira, às 19h, no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago.

Sem uma vitória, as possibilidades de classificação para a próxima fase da Libertadores ficam mais limitadas e também dependem de resultados paralelos. Cortez revelou um dos teores da conversa de Renato com o elenco nos últimos dias. Não há preocupação em entrar em campo com o peso de uma decisão já na quinta.

– Renato dá muita tranquilidade, nosso grupo é experiente, que já foi campeão da Libertadores, chegamos na semifinal no ano passado, é um grupo cascudo, que já conhece o estilo da Libertadores. Viemos para fazer um grande jogo, podemos vir e conseguir um bom resultado. É preparar que quinta vai ser uma guerra – apontou o lateral-esquerdo.

Na lanterna com apenas um ponto ganho, o Grêmio pode inclusive superar a Católica em caso de resultado positivo no Apoquindo e ser o vice-líder da chave, com quatro. É este o cenário que gera sorrisos para o lateral-esquerdo e todo o elenco. O técnico gremista tem tratado internamente com o elenco sobre o tamanho da partida.

– Sabemos que precisamos dos três pontos. O professor conversou bastante com a equipe, todo mundo sabe da responsabilidade, está todo mundo preparado para fazer um grande jogo e sair com um bom resultado – completou.

O Grêmio treina nesta quarta-feira nas instalações da Universidad de Chile. A equipe, no entanto, foi preparado com portões fechados no CT Luiz Carvalho, nesta terça, antes da viagem. A principal dúvida é na vaga pelo lado direito de ataque, onde Marinho, Alisson, Montoya, Thaciano, Matheus Henrique e Diego Tardelli podem ser utilizados.


Comentários