Por Giovani Mattiollo
- Às 09:32
5

Marco Galvão / Fotoarena/Lancepress

Há algumas semanas, chamou a atenção de quem acompanha o mercado do futebol brasileiro a possibilidade de Luan vestir a camisa do Cruzeiro. A troca não foi concretizada porque o atacante não aceitou, mas teria sido fechada se dependesse apenas do Grêmio. Por várias razões, o camisa 7 passou de Rei da América em 2017 para jogador negociável ao final de 2018, embora para Renato Gaúcho seu status diferenciado permaneça igual.

O treinador deixou claro seu apreço por Luan em recente entrevista ao jornal O Globo. Por outro lado, os dirigentes gremistas já não escondem que, se for um negócio considerado bom para o Grêmio, Luan pode ser envolvido em transações, seja por dinheiro, seja em trocas. Prestes a completar 26 anos, o jogador vê as portas cada vez se fecharem mais nos grandes clubes europeus, mas tem espaço de sobra no futebol brasileiro e em outros mercados.

Com o Cruzeiro, o Grêmio chegou a acordar a troca por Raniel, Murilo e Thiago Neves. No entanto, Luan não quis se transferir. Quando da consulta do Flamengo ao atacante, o  seu empresário, Jair Peixoto, que haviam chegado sondagens do futebol chinês. Ainda há a possibilidade de uma proposta da China aparecer.

– Não veio nada pelo Luan. Se chegar, vamos avaliar. Mas vai ter que pagar bem – disse o presidente Romildo Bolzan Júnior em contato com o GloboEsporte.com há 10 dias.

Confira abaixo as razões que fazem o Grêmio considerar propostas por Luan.

Situação contratual

Luan renovou seu vínculo em novembro de 2017, em meio à semifinal da Libertadores, contra o Barcelona-EQU. O contrato assinado vai até o fim de 2020. Ao final do primeiro ano do novo acordo, portanto, neste atual momento, há um gatilho que aumenta automaticamente o salário do atacante. Assim, o custo mensal do jogador crescerá a ponto de se aproximar de Geromel, o mais alto salário do elenco. E um novo aumento está previsto para o terceiro e último ano.

Luan renovou com o Grêmio até 2020 — Foto: Grêmio FBPA/Divulgação

Luan renovou com o Grêmio até 2020 — Foto: Grêmio FBPA/Divulgação

O atacante tem percentual de seus direitos fatiados. O investidor Celso Rigo tem 10%, a K2 Soccer tem outros 10% e Jair Peixoto, empresário do atacante, mais 20%. Além disso, em breve o Grêmio teria de começar a discutir uma nova ampliação de vínculo, já que no meio de 2020 Luan poderia assinar um pré-contrato com outro clube. Não há indicativo algum que faria isso – na época da renovação, por sinal, ele negou a possibilidade de sair de graça do Grêmio.

Extracampo e conversa com líderes

Luan já recebeu, no primeiro semestre de 2018, questionamentos dos então líderes do elenco do Grêmio, Maicon, Pedro Geromel e Marcelo Grohe, sobre seu comportamento fora das quatro linhas. Fizeram uma cobrança por uma mudança do companheiro. Vale ressaltar que não há indisposição do elenco com Luan – Geromel, por exemplo, é um dos melhores amigos do atacante. Mas a situação foi discutida nos vestiários.

A “chamada” dos líderes se associa a outras pequenas evidências de que o comportamento de Luan é um dos fatores que fazem a diretoria não tê-lo mais como uma peça que não possa ser negociada. Um dirigente chegou a citar que uma eventual saída seria uma oportunidade para observar Thonny Anderson, comprado junto ao Cruzeiro, naquela função, na qual pouco atuou nesta temporada.

Luan e Geromel são muito próximos — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Luan e Geromel são muito próximos — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Problema no pé

A reta final de 2018 de Luan foi na fisioterapia, muitas vezes com o pé direito dentro de um balde com gelo, no tratamento para superar a fascite plantar (inflamação na planta do pé). O problema acompanha o jogador há tempos. Durante toda a campanha do Tri da Libertadores, por exemplo, conviveu com as dores no pé. Arranjou uma maneira de se movimentar e posicionar o pé no gramado que não o incomodasse tanto.

A evidência clara disso é o treino na véspera do jogo com o River Plate, pela semifinal da Libertadores, na Argentina. O camisa 7 conseguiu atuar no rachão e pisava quase com a lateral do pé (veja nas imagens abaixo) para suportar as dores. Só não ficou à disposição naquela partida por ter sofrido uma lesão muscular na coxa direita na atividade.

Retorno esportivo e financeiro

Como o presidente Romildo costuma dizer, o Grêmio espera sempre de jogadores formados na base o resultado esportivo antes de cogitar uma negociação. Em campo, Luan dispensa apresentações. Foi campeão da Copa do Brasil, da Libertadores, do Gauchão e da Recopa, além de ser ídolo e referência da equipe. O próximo passo no ciclo seria render uma quantia financeira até para manter a roda girando, com surgimento de novos jovens. Isso não significa que necessariamente vá ocorrer uma venda, mas é um ponto considerado no pensamento racional da diretoria gremista.

Confiança de Renato e da torcida

Quando o Grêmio quase envolveu Luan na troca com o Cruzeiro, a torcida gremista manifestou-se muito fortemente nas redes sociais contra a transferência. Apesar da queda de rendimento, o camisa 7 gremista goza de grande prestígio com os torcedores e mantém esse mesmo status de craque e jogador decisivo com Renato. Neste ano, anotou 11 gols em 40 jogos, além de dar 11 assistências.

– Confia muito em mim. A minha parte, eu faço, e a dele, ele faz. Foi o melhor jogador da América no ano passado. É um p… de um garoto – disse Renato em entrevista para o jornal O Globo.


Comentários