Desde que Renato Gaúcho voltou ao Grêmio, em 2016, o clube ergueu seis taças. Todas elas em competições mata-mata, uma fórmula considerada especialidade dos tricolores. Nesta quarta-feira, às 21h30, contra o Juventude, o técnico busca manter uma escrita na Copa do Brasil: ele nunca foi eliminado em oitavas de final na sua terceira passagem por Porto Alegre.

No atual mandato de Portaluppi, o time chega à sexta disputa de oitavas de final, seja na Copa do Brasil ou Libertadores – as fases eliminatórias do Gauchão começam nas quartas, e as Recopas, Sul-Americana e Gaúcha, direto na final. O retrospeto é alentador. Em todas as outras cinco oportunidades, a equipe foi adiante (confira na tabela abaixo).

Para vencer a Copa do Brasil de 2016, o Tricolor deixou para trás o Athletico nas oitavas. O duelo com o Furacão, aliás, marcou o retorno do ídolo ao clube. O Grêmio até perdeu o jogo de volta por 1 a 0, na Arena, mas venceu por 4 a 3 nos pênaltis, com atuação heroica do goleiro Marcelo Grohe após falhar no gol do Furacão.

RENATO NAS OITAVAS DE FINAL

Ano Competição Primeiro jogo Segundo jogo
2016 Copa do Brasil Athletico 0 x 1 Grêmio Grêmio 0 (4) x (3) 1 Athletico
2017 Copa do Brasil Grêmio 3 x 1 Fluminense Fluminense 0 x 2 Grêmio
2017 Libertadores Godoy Cruz 0 x 1 Grêmio Grêmio 2 x 1 Godoy Cruz
2018 Copa do Brasil Goiás 0 x 2 Grêmio Grêmio 3 x 1 Goiás
2018 Libertadores Estudiantes 2 x 1 Grêmio Grêmio 2 (5) x (3) 1 Estudiantes

No ano seguinte, a vítima foi o Fluminense. E não houve muitos problemas. Venceu a partida de ida, na Arena, por 3 a 1 e também a volta, no Maracanã, por 2 a 0. Na conquista do tricampeonato da Libertadores, ainda em 2017, eliminou o Godoy Cruz, novamente com dois triunfos. Em Mendoza, vitória por 1 a 0. Em Porto Alegre, mais um sucesso. Desta vez por 2 a 1, em noite inspirada de Pedro Rocha.

Em 2018, passou pelo Goiás no torneio nacional, com vitórias por 2 a 0 no Serra Dourada e 3 a 1 na Arena. Na Libertadores, levou a melhor sobre o Estudiantes depois de muito sofrimento. Após perder por 2 a 1 na Argentina, devolveu o resultado em Porto Alegre, com o gol salvador de Alisson aos 47 minutos do segundo tempo. Nos pênaltis, deu Grêmio, por 5 a 3.

Invencibilidade contra o Juventude

Assim como ocorreu contra o Estudiantes, o Grêmio não entra em campo com vantagem sobre o Juventude. Porém, conta com a superioridade sobre o adversário desta quarta nos últimos confrontos.Pepê pode ser titular no reencontro com o Juventude — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Pepê pode ser titular no reencontro com o Juventude — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O empate em 0 a 0 na semana passada aumentou a invencibilidade. São cinco vitórias e dois empates no retrospecto recente, com 18 gols marcados e um sofrido. Aliás, há três anos o Tricolor sequer sofre um gol do Juventude.

Nesta temporada, aliás, o time de Renato já eliminou o Juventude. Nas quartas de final do Gauchão, o Tricolor goleou por 6 a 0 em pleno Alfredo Jaconi, com empate em 0 a 0 no jogo de volta. A última derrota ocorreu no distante 21 de abril de 2016, quando levou 2 a 0 pelo duelo de ida das semifinais do estadual.

Sucesso em pênaltis na Arena

Mesmo que o placar desta noite termine novamente em igualdade, há otimismo em caso de disputa de pênaltis. Na Arena, Renato passou em todas as quatro disputas até então: Athletico, em 2016, Independiente, na Recopa, e Estudiantes, em 2018, e Inter, na final do Gauchão de 2019.

Na decisão do bicampeonato estadual, Paulo Victor brilhou ao defender as cobranças de Camilo, Victor Cuesta e Nico López. O desempenho foi tão fundamental que Renato lhe premiou com R$ 50 mil.

Paulo Victor pegou três pênaltis na decisão do Gauchão  — Foto: Diego Vara / BP Filmes

Paulo Victor pegou três pênaltis na decisão do Gauchão — Foto: Diego Vara / BP Filmes

Problemas na escalação

Renato Gaúcho tem um elenco repleto de problemas para a partida desta quarta. Matheus Henrique está a serviço da seleção pré-olímpica que participará do Torneio Maurice Revello. Michel seguirá ao lado de Maicon à frente da zaga, com Rodriguez de dupla de Pedro GeromelAlisson, com um problema no tornozelo direito, pode dar lugar a Pepê ou Thaciano.

Completam a lista de baixas Paulo Miranda, Kannemann, Bruno Cortez, Marcelo Oliveira e Luan, todos em recuperação de lesões.

Jovem Rodriguez segue na zaga — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Jovem Rodriguez segue na zaga — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

O provável time do Grêmio tem: Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Rodriguez e Juninho Capixaba; Michel, Maicon, Pepê (Thaciano), Jean Pyerre e Everton; Felipe Vizeu

O Grêmio entra em campo às 21h30 desta quarta-feira contra o Juventude, na Arena. Como o jogo de ida acabou em 0 a 0 no Alfredo Jaconi, quem vencer estará classificado às quartas de final da Copa do Brasil. Nova igualdade leva a decisão aos pênaltis.



Veja também