Por Giovani Mattiollo
- Às 08:09
7

A lacuna aberta no elenco do Grêmio pela saída de Marcelo Grohe já está fechada. O goleiro Júlio César foi apresentado pelo clube gaúcho na tarde desta sexta-feira, no CT Luiz Carvalho, e não vê “peso” sobre suas costas para ser o “substituto” do ídolo gremista. O reforço assina por dois anos e se espelha no antigo titular para se consolidar no Tricolor.

Desde quinta-feira em Porto Alegre, Júlio César assinou contrato por duas temporadas com o Grêmio após realizar exames médicos e já está integrado aos treinamentos. Catarinense de Guaramirim, levou de presente uma camisa para o pai, que torce pelo clube gaúcho.

– Em relação ao Marcelo, queria parabenizar ele pela linda passagem pelo Grêmio, foram longos anos com títulos, com uma história que conquistou e concluiu. Não vejo peso, vejo a questão de chegar para construir a minha história. Se tornou um espelho pelo que fez aqui, espero ao longo deste tempo, construir a minha com trabalho e dedicação. Tem tudo para dar certo, vamos ter dois anos para trabalhar – comentou o jogador.

Julio César com sua camisa ainda sem número — Foto: Eduardo Moura

Julio César com sua camisa ainda sem número — Foto: Eduardo Moura

Ainda antes da virada do ano, o Grêmio já havia feito uma sondagem a Júlio César. Já em janeiro, em poucas horas, a negociação foi concluída Segundo o atleta, com facilidade para fazer a escolha – ele também negociava com o Fluminense a renovação.

– É uma honra, um clube com tradição gigantesca, que batalha por títulos, vários anos brigando em cima. Não tive dificuldade, foi a primeira escolha. Os últimos anos falam por si só, brigou em cima. E eu venho com esta vontade, com esta sede, me juntar com o grupo e a comissão, que são ambiciosos – disse.

Júlio César chega como reposição para a saída de Marcelo Grohe, negociado com o Al Ittihad, da Arábia Saudita, por cerca de R$ 11 milhões. Aos 32 anos, o goleiro encerrou seu vínculo com o Fluminense ficou livre no mercado.

O jogador de 32 anos começou no Paraná, mas foi lançado como profissional pelo Botafogo, em 2006. Na Europa, colecionou passagens pelo Getafe e pelo Granada, da Espanha, e por Benfica e pelo Belenenses, de Portugal. Estava no Fluminense desde 2014 e era titular desde 2018, quando substituiu Diego Cavalieri.


Comentários