Por Giovani Mattiollo
- Às 06:26
5

Foto: Bruna Villela/MFCOM

A uma semana do retorno do Campeonato Brasileiro, a administração da Arena do Grêmio mantém a manutenção do gramado para apresentá-lo da melhor forma possível na partida de quarta-feira, contra o Atlético-MG, às 21h45. Depois do retirada do campo e do replantio, agora a fase é apenas de tratamento para a partida da próxima semana. Antes da parada, o campo foi alvo de reclamações do técnico Renato.

O campo foi retirado no início do mês de junho e poucos dias depois as novas leivas foram plantadas. O processo ocorreu para reparar completamente o gramado, que não apresentava boas condições entre maio e junho.

Gramado da Arena do Grêmio (Foto: Bruna Vilella/MFCOM)
(Foto: Bruna Vilella/MFCOM)

A situação, inclusive, foi alvo de reclamação do técnico Renato Portaluppi e de jogadores do Grêmio. Após a vitória sobre o Defensor, pela Libertadores, o comandante e ídolo gremista foi aos microfones reclamar do gestor do estádio, Mauro Araújo, por liberar o gramado para “peladas” e eventos de terceiros. Mesmo com um acordo com a diretoria do clube para não haver treinos no local na véspera das partidas para preservar o campo.

A responsável pela mudança é a agrônoma Maristela Kuhn. O novo campo terá uma grama Bermuda Tifgrand, adequada para estádios sem muita luz solar e mais resistente ao frio do inverno gaúcho. Segundo Kuhn, o processo de troca é semelhante ao utilizado durante a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro, chamado de “ready to play (pronto para jogar, em tradução livre).


Comentários