Por Giovani Mattiollo
- Às 12:34
5

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Desfalque na reta final do ano passado, o atacante Luan participa normalmente dos treinamentos no início da pré-temporada do Grêmio. Recuperado de fascite plantar (inflamação na planta do pé), o camisa 7 recebe atenção especial do preparador físico Rogério Dias, o Rogerinho. A preocupação é não sobrecarregar a outra perna do jogador e causar mais problemas.

Luan tem dores recorrentes no pé direito. A situação tornou-se insuportável na derrota para o Palmeiras, em São Paulo, em outubro do ano passado. Desde então, não voltou a vestir a camisa do Grêmio. Agora, o atacante faz trabalhos individuais de preparação física.

– Ele não conseguiu finalizar o ano. Até mesmo pela lesão, ele compensa, protege o pé e sobrecarrega o lado oposto. Temos que evitar a sobrecarga. Ele não deixa de fazer atividades, mas realiza de uma forma diferente para não ficar em defasagem. Individualizamos o trabalho e escolhemos o trabalho para não deixá-lo com déficit. Ele sofre muita pancada durante o jogo. Procuramos dar o suporte muscular e protegê-lo de ações desnecessárias – comentou Rogerinho em entrevista coletiva.

Quando estava em recuperação da fascite plantar, antes da semifinal da Libertadores, contra o River Plate, na Argentina, Luan sofreu uma lesão muscular na coxa direita, curada ainda em 2018. Na ocasião, o camisa 7 pisava de maneira diferente no gramado, como forma de proteger o pé machucado.

Mas Luan não é caso isolado. Rogerinho afirmou que individualiza o máximo possível os trabalhos para tentar diminuir o número de lesões. Esse tipo de trabalho já é feito há mais tempo no clube gaúcho. A estreia do time na temporada será no dia 20, contra o Novo Hamburgo, pelo Gauchão, mas com o time de transição, que será utilizado nas primeiras rodadas do campeonato.


Comentários