Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Dois meses e um dia depois, Lucianovoltou a jogar futebol. A estreia pelo Grêmio foi contra o mesmo adversário no mesmo local do último jogo pelo Fluminense: o Flamengo, no Maracanã. Mesmo com a derrota, o atacante considerou positiva a atuação, afinal, como definiu foi a retomada da temporada.

Entre o jogo de 9 de junho e o da noite de sábado, Luciano teve o descanso no recesso provocado pela Copa América e a negociação para sair do time carioca e acertar com o gaúcho. Tanto tempo de inatividade o deixou um pouco sem ritmo de jogo além da dificuldade natural da falta de entrosamento.

– Não foi do jeito que eu queria, queria era ter estreado com vitória. Particularmente, pude me movimentar bastantes após dois meses sem jogar. Isso vai me ajudar para a retomada da temporada. Avalio bem, pois mesmo não ganhando jogamos de igual para igual. Não fossem alguns erros e a gente teria vencido aqui – disse o atleta na zona mista do Maracanã.

Nos 70 minutos em que esteve em campo, Luciano finalizou uma única vez. Sofreu com a falta de força ofensiva do Grêmio. Em determinados momentos, saiu da área e recuou até o meio para buscar jogo. Uma tônica nos tempos de Flu: é um atacante que não guarda posição na área.

– É questão de entrosamento. Eu, por exemplo, cheguei agora e já fui jogar com a rapaziada. Como disse, jogamos bem e não fossem alguns erros a gente tinha ganho o jogo – acrescentou o jogador.

Na próxima quarta-feira, o Grêmio recebe o Athletico-PR pelo primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil. Luciano, por já ter atuado pelo Flu no torneio, não poderá atuar. Ele aguarda ser inscrito na Libertadores, competição na qual o Tricolor enfrenta o Palmeiras nas quartas de final.



Veja também